18.1.11

Eles estão voltando!

A previsão (finalmente) para o início do julgamento dos envolvidos no famoso escândalo do Mensalão é para este fim de ano. A principal causa jurídica, com 38 réus, 91 volumes e 50 mil páginas de processo, está nas mãos do relator da ação penal, ministro Joaquim Barbosa, que enfrenta problemas de saúde mas está com a responsabilidade de elaborar o relatório e o voto que servirão de base para a definição do tribunal.

Enquanto isso, devagar, devagar, devagarzinho, a turma do Mensalão vem retornando ao centro do poder.

O líder do governo na Câmara dos Deputados, Cândido Vaccarezza (PT-SP), defendeu ontem (17/01) a reintegração do ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares ao partido. Pivô do escândalo do mensalão, Delúbio foi expulso em 2005, mas já avisou aos petistas que apresentará novo pedido de filiação ainda no primeiro semestre do ano.

O deputado cassado José Dirceu foi “reabilitado” entre os "cumpanhero" e recebeu função de direção no PT. Antes da despedida de Lula do governo, Dirceu ainda esteve com ele no Alvorada para tomar café da manhã e conversar sobre o futuro.

O Ministro da Defesa, Nelson Jobim, convidou o ex-presidente nacional e ex-deputado federal do PT José Genoino para ser seu assessor especial na pasta. “ - Eu, no ano passado, convidei o deputado José Genoino para ser meu assessor. Ele foi uma figura importante do Congresso e nos ajudou extremamente no debate das questões relativas à defesa”. Após exercer a função de deputado federal por seis mandatos, o petista não conseguiu se reeleger nas eleições de outubro de 2010.

Agora, cá entre nós: quem, em sã consciência, convidaria para trabalhar novamente na sua empresa um cara que roubou, enganou, iludiu, logrou, burlou, tungou, subtraiu bens, desviou dinheiro, mentiu e traiu o próprio patrão? É por isso que muita gente já chegou à conclusão de que há tantos e tantos políticos que tratam a coisa pública como se fosse privada. Com trocadilho mesmo...

2 comentários:

  1. Júlio, meu querido, como te disse por e-mail hoje, esta é mais uma horripilante cena do longa de terror: "A volta dos que não foram"
    Abração.
    André Arruda Plácido.

    ResponderExcluir
  2. E depois dizem que é o povo quem não sabe votar.Aí está: o Genoino não se reelegeu- e foi por causa de seus crimes - mas o 'Pudê' o reelege.Qual é a leitura(e sábia) que o povo faz disso? A de que não adianta NADA não votar,'elles' sempre voltarão.E aquela horrível sensação de impotência,de desamparo mesmo ante o MAL nos invade .Que Deus nos ajude. (Marie)

    ResponderExcluir