12.1.11

- "Começa a chover, termina em velório"

Essa frase foi dita ontem por um pai enlutado pela perda de um dos seus filhos, soterrado por deslizamento de morro na cidade de Mauá, SP. Até as 21:00h de ontem, 12 pessoas - entre adultos e crianças - haviam perdido as vidas sob terra e escombros no estado de São Paulo, após as forte chuvas que voltaram a castigar as cidades.
Em 30/12, aqui mesmo no blog, publicávamos a matéria "Moradias, encostas e administradores", criticando a inércia, a ineficiência e a falta de vontade política dos administradores para reverter essa situação previsível, ano após ano, na época das chuvas.
Em 10/12 do ano passado pu
blicávamos a matéria "O Brasil e a Lixo S.A.", citando a mesma incompetência das autoridades, década após década, incapazes de encontrar uma solução para evitar o acúmulo de lixo nas ruas, um dos grandes culpados pela obstrução de bueiros, esgotos e córregos.
Enquanto os gov
ernantes ficam rodeando eternamente o problema, a foto mostra uma das soluções encontradas nos Estados Unidos e que poderiam minimizar parcialmente o problema das enchentes nas grandes cidades: containers para lixo, que seriam distribuídos por toda a cidade, tornando obrigatória para a população a sua utilização, evitando que milhares de sacos, móveis e entulho flutuem pelas águas, a cada nova chuva. Os caminhões teriam o trabalho de recolher diariamenteo seu conteúdo. Será que é tão difícil conscientizar os governantes e a população?

Nenhum comentário:

Postar um comentário