30.12.10

Sou da turma dos 13. Mas não aquela!

Fim de mandato. Pesquisa do Instituto CNT/Sensus “aponta” que o presidente, na despedida (coitado! Tá tristinho, tá?) do poder, conta com 87% de aprovação pessoal.

Com muito orgulho, proclamo com todas as letras que faço parte da turma dos 13% que NÃO APROVARAM o governo Lula – um megalômano psicopata, despreparado, alvo de chacotas de chefes de estado, comandante de mensaleiros, pai de empresários duvidosos, arauto mentiroso, manipulador e que imagina em seus delírios ter “inventado” o nosso país.

Para mim, 13 sempre foi um número de sorte. Pois tive sempre muita sorte na vida ao não depender das benesses, cargos e pessoas ligadas ao partido esquerdista-socialista-comunista do presidente.E nunca votei no número 13 "deles"!

Não é possível acreditar que 87% da população brasileira aprovem os desmandos desse “cara”. Aqui em Londrina, sua candidata tomou uma lavada eleitoral de fazer inveja. Em São Paulo, Minas Gerais e no Paraná, os petralhas e seu comandante Lula perderam as eleições para a oposição. Onde os 87% de aprovação?

Só por estes números, já é possível se concluir que esta pesquisa da CNT/ Sensus não pode estar correta. Aliás, não sou o único a duvidar. No dia 13/05/2010, o Reinaldo Azevedo, em seu blog da Veja, já expunha suas dúvidas em relação à idoneidade das pesquisas, como pode ser visto neste parágrafo:

“Vamos ver. O PT certamente tem curiosidade de saber o impacto que seu programa pode ter junto ao eleitorado, não é? Não vai precisar gastar dinheiro com isso. A Confederação Nacional dos Transportes gasta em seu lugar. Uma pesquisa feita nesse período parece talhada para medir o efeito da propaganda petista. Fica parecendo um daqueles casos em que se vai achar o que se procura…”

Um comentário:

  1. Lula já vai tarde.Tomara que nunca mais volte.Para cada dia há uma felicidade.A de hoje é poder fazer tin-tin à saída de Lula.Ele chora porque o alcool deprime o sistema nervoso central.Adeus,Lula,pra nunca mais...Chance você teve .Amanhã será outro ano,outra realidade.By,by.Ter de ouvir você nos xingando o tempo todo-nós que somos surrupiados pagando o imposto mais alto do mundo-foi um sacrifício terrível.Ao final,só o controle remoto nos salvou de sua presença tão execrável.Hasta nunca más...(Marie)

    ResponderExcluir