14.12.10

A bolha brasileira está começando

Novembro registrou a maior alta da inadimplência brasileira para meses de novembro, desde 2005, superior em 3,5% em relação a outubro. Foi a sétima alta mensal consecutiva. Na comparação com o mesmo período do ano passado, a inadimplência cresceu 23,2% - a maior entre os meses de novembro desde 2001.

Essa inadimplência se deve ao maior endividamento dos consumidores. A falta de pagamento relativa a cartões de crédito, financeiras, lojas em geral e prestadoras de serviços aumentou 7,7%, na comparação de novembro sobre outubro. Já as dívidas com cheques sem fundos cresceram 13,4%% e com títulos protestados, 4,4%. As dívidas bancárias recuaram 2,3%.

Qualquer vidente amador é capaz de prever a sequência: devolução de veículos por falta de pagamento, atrasos em pagamentos no sistema habitacional, aumento no cadastro de devedores do Serasa, queda no consumo... eventual semelhança com a bolha americana não será mera coincidência.

E por falar nisso: você, que paga suas contas em dia, nunca atrasa e possui ótimo cadastro como cliente em instituições financeiras e no comércio, vai pagar juros cada vez maiores nas suas compras... exatamente para cobrir o rombo dessa multidão de inadimplentes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário