31.10.10

Vitória do bolivarianismo

A quase metade da população brasileira que votou contra o totalitarismo, o comunismo, a divisão racial e social incentivada pelo presidente molusco Lula, chora desde já a perda dos seus direitos democráticos.

Não se enganem aqueles que votaram na Dilma: o novo PT que vem aí para comandar nosso país por mais quatro anos é perigoso, falso, vingativo e vai engessar nossa democracia através dos PNDH2, PNDH3, PNDH4 e afins.

Opositores, chamados de "eles", ou "loiros de olhos azuis", ou "elites", ou o "pessoal da zona de conforto" - na visão primata do presidente -, fiquem alerta. Virá chumbo grosso. Os raríssimos jornalistas e os muitos blogueiros que tanto denunciaram as roubalheiras, falcatruas, favoritismos, desvios de dinheiro público, cartões corporativos sem controle, associação com o crime e tantas mazelas cometidas pelos camisas-vermelhas-cor-de-sangue do PT, fiquem de prontidão. Com certeza virá retaliação dura e vingativa.

Chorar é preciso.

Mas nos curvarmos, jamais!

28.10.10

Na reta final

Tremo só de pensar no que acontecerá a nós, brasileiros, sob mais quatro anos de governo do PT.

Este não será mais o PT sob a liderança de Lula, que foi a figura de proa (com todos os seus incontáveis defeitos) frente a seus partidários.

O novo PT será o PT do Zé Dirceu, do Franklin Martins, do Marco Aurélio Garcia e de um bando enorme de radicais extremistas infiltrados em suas hordas. Dilma será apenas a marionete, boneca de ventríloquos, que estará tartamudeando, gaguejando e se atrapalhando nas entrevistas como fez até agora na campanha eleitoral. Nada indica que sua cabeça raciocinará com mais lógica ou que a deixarão falar e agir muito além do que a “intelligentzia” petista permitir.

Tremo só de pensar nos planos PNDH3, PNDH4, PNDH5 e outros que nos serão impingidos e que nos levarão a um enorme retrocesso político. São os mesmos planos que me trazem à lembrança a figura de Hitler, Goebbels, Mengele, e outros desequilibrados, que levaram a desgraça e a morte a milhões e milhões de pessoas, entre elas meus avôs, meus tios e uma infinidade de parentes. A árvore genealógica da minha família está recheada de marcas “X” daqueles que foram aniquilados em chacinas ou câmaras de gás nos campos de concentração nazistas.

Os planos do PT me trazem à lembrança o sofrimento de milhões e milhões de pessoas, confinadas por décadas atrás do Muro da Vergonha, fuziladas caso ousassem atravessar as barreiras soviéticas, jogadas à morte na neve siberiana e nos gulags, enquanto a casta dirigente do Politbüro circulava nas desertas ruas largas de Moscou com seus reluzentes carros pretos embebedando-se com caras bebidas importadas.

Os planos do PT me trazem à lembrança meu falecido amigo tcheco Irco, que só conseguiu escapar do regime soviético junto com sua família, caminhando através das montanhas cobertas de neve até cruzarem a fronteira, na década de 1950, abandonando tudo o que haviam conseguido através do seu trabalho honesto e suado.

Os planos do PT me trazem à lembrança vários amigos judeus egípcios que aportaram no Brasil, após terem sido obrigados pelo ditador Nasser a fugir do seu país pela simples razão de serem judeus, repetindo em 1967 a saga histórica e triste dos nossos antepassados, ao tempo de Moisés.

Os planos do PT me trazem à lembrança os regimes da China, onde o vencedor do Prêmio Nobel da Paz está encarcerado; da Coreia do Norte, onde o povo não tem direito à informação; de Cuba, que naufraga na pobreza quase absoluta graças à obsolescência dos dogmas políticos dos seus dirigentes.

Obsolescência de dogmas políticos que é a força-motriz que move estes comunistoides ultrapassados do PT, querendo dividir nosso Brasil em “eles” e “nós”, em ricos e pobres, em capitalistas e explorados, esquecendo-se de que é a capacidade de trabalho, a vontade de vencer, a vontade de realizar, a força interior de cada indivíduo que os move em direção ao sucesso – e não a inclusão social forçada, as quotas de faculdades, as milhares de bolsas-amparo, a distribuição de cargos para incompetentes, as nomeações por “cumpanherismo” e não por mérito.

Tremo só de pensar nestes incompetentes, incultos e despreparados petistas, vítimas da lavagem cerebral que os fazem enxergar um mundo totalmente distorcido, passando a comandar a minha vida, meus projetos, meus desejos e meus caminhos - e me ditarem o que julgam certo ou errado, o que posso ou não posso mais fazer.

Espero com fé que esse pesadelo não se concretize no próximo dia 31. Que D'us nos proteja!

27.10.10

PTólatras anônimos

video
É fácil livrar-se desse vício doentio: basta votar no 45 neste dia 31!

Serra chegando perto!

Foi publicada ontem nova pesquisa nacional no jornal Diário de S. Paulo feita pelo Instituto GPP. A diferença entre a petista-terrorista Dilma Rousseff e o tucano José Serra agora caiu para 5,5 pontos percentuais nos votos totais e 6,4 pontos nos votos válidos. A margem de erro é de 1,8 ponto para mais ou para menos. O levantamento foi feito entre os dias 23 e 25 de outubro.

CandidatoTotaisVálidos
Dilma Rousseff46,4%53,2%
José Serra40,9%46,8%
Não sabe6,6%
Nulo/Nenhum6,1%

Para quem já havia subido nos saltos altos no 1o. turno, dando como líquida e certa a fatura das eleições para a petista-terrorista, agora tem sérios motivos para preocupar-se. Além de um quase "empate técnico", há 12,7% de votantes que podem mudar sua opinião...
E se simbologia vale alguma coisa... o molusco adivinhador da Alemanha que a Globo ironicamente chamou de "o mais famoso do mundo" (para inveja do outro que vive no Brasil ), acabou de desaparecer do mapa. Feneceu. Foi-se. Morreu. Pifou.

212 km por hora em estrada paulista

Um irresponsável de 38 anos, técnico em informática e morador em Belo Horizonte, cujo nome as autoridades omitiram, foi flagrado pela Polícia Rodoviária Federal na Rodovia Régis Bittencourt, na localidade de Pariquera-Açu, SP, dirigindo seu Audi a 212 km por hora, após ter sido perseguido por uma viatura da polícia por cerca de 20 quilômetros, sem obedecer a ordem de parar.

Por mais desculpas que o irresponsável possa ter inventado, nada justifica este ato que colocou em risco a minha vida, a sua vida, a vida da sua família e as vidas de todos nós. Pois qualquer um de nós poderia estar por perto naquele momento.

A multa de R$600,00 que ele levou, a apreensão do carro e da sua carteira não são suficientes. Parece que está mais do que na hora de se mudar a legislação de trânsito no país. Ou já se esqueceram do caso do deputado paranaense Fernando Ribas Carli Filho que, “voando” com seu carro, provocou um acidente em que dois jovens morreram em Curitiba? E o que aconteceu com ele? Está preso? Está solto? Está se divertindo de novo nas baladas da noite? Tomando umas e outras? Anda rindo à-toa?

26.10.10

O Führer Lula e seus SS

Esta é a prova irrefutável da participação pré-programada da tropa de choque do PT, sob o comando do presidente Lula. A foto mostra alguns desses delinquentes abraçando o amigo e “grande líder” e, no quadro menor, provocando os partidários do PSDB e o candidato José Serra, que Lula grosseiramente chama de “aquele sujeito”, ou “aquele indivíduo”. Que os petistas jamais voltem a mentir dizendo que o confronto "foi casual". Aliás, ninguém acreditaria mesmo.

Campanha anti-álcool 1919

Veja só esta campanha anti-bebidas alcóolicas de 1919.
O que diz o texto: "Lábios que provarem álcool não provarão os nossos".

Olhe bem as caras destas "gatas". A estas alturas, eu prefiro tomar o maior porre da minha vida!

25.10.10

O PT e a legalização dos abortos

Não existem dados oficiais que determinem o número exato de abortos clandestinos no Brasil. Em geral, esses procedimentos são realizados sem a mínima condição de higiene ou segurança – e por não existirem dados oficiais, tampouco se consegue obter o número exato de mortes e complicações daí decorrentes.

Um relatório antigo da Organização Mundial da Saúde, de 2005, mostra que quatro milhões e 200 mil mulheres se submetiam ao aborto anualmente na América Latina e Caribe, e que 21% das mortes relacionadas com a gravidez, o parto e o pós-parto, tinham como causa as complicações do aborto realizado de forma precária. Ainda segundo estimativa da OMS, no Brasil, 31% das gestações são interrompidas, o que representa um número estimado em um milhão e 400 mil abortos realizados em condições precárias, geralmente, conduzidos por pessoas despreparadas. É difícil contabilizar o número de mortes decorrentes de um aborto malfeito, principalmente porque são as mulheres de classe baixa as maiores vítimas, e que, na maioria das vezes, não procuram atendimento médico.

Segundo a professora Alcilene Cavalcante, da ONG Católicas pelo Direito de Decidir, a quantidade de abortos realizados em condições inseguras, no Brasil, é um pouco menor, chegando a 1 milhão por ano.

E por que o assunto aborto tomou uma conotação política tão intensa e explosiva?

Deixando-se de lado as implicações religiosas, que não são o tema central dessas considerações, o interesse do governo do PT é jogar com números financeiros para tentar reverter o problema dos abortos no Brasil.

A candidata petista Dilma simplesmente quer legalizar o aborto no Brasil para reduzir os altos custos hospitalares decorrentes de infecções e intercorrências resultantes dos atendimentos clandestinos, pois essas mulheres são encaminhadas para hospitais da rede pública na tentativa de se reverter o quadro crítico e até de salvarem suas vidas. O que forma a equação:

Menos abortos clandestinos = menos custos hospitalares

Ao mesmo tempo, a legalização do aborto traria uma redução no número de mulheres contempladas com as tais bolsas-família, que recebem de acordo com a quantidade de filhos que geram. A nova equação:

Mais abortos = menos crianças = menos bolsas

Pois os auxílios-bolsas se tornaram uma bola de neve e cada vez mais famílias passaram trabalhar menos e viver dessas benesses governamentais.

O interesse dos maquiavélicos pensadores do PT está voltado unicamente para estatísticas e custos. Então, fechando a equação dentro da lógica petista:

Menos bolsas = mais verba para cargos e empregos dos ‘cumpanheros’

Argumentação petista do Pill (o Pilantra)

Os petralhas têm duas tropas de choque para combater quem eles chamam de “eles”, isto é, todos aqueles que não pensam como o PT e que são contra o PT.

Uma das tropas de choque é aquela que todo mundo viu na tevê, agredindo o pessoal do PSDB, impedindo a caminhada do candidato da oposição e usando da mesma truculência que as SS nazistas usavam na Alemanha.

A outra tropa de choque é composta por um bando de semi-analfabetos que são pagos para detonar blogs e artigos contrários à “causa” dos camisas-vermelhas-cor-de-sangue, enviando e-mails e comentários ofensivos ou desprovidos de um mínimo de lógica.

Caros leitores, vejam o teor da “argumentação” deste petralha de nome Pill (provavelmente abreviatura de Pilantra), a título de comentário ao artigo “Mentiras petistas”:

serra bolinha de papel, serra bolinha de papel,serra bolinha de papel, serra bolinha de papel,serra bolinha de papel, serra bolinha de papel,serra bolinha de papel, serra bolinha de papel,serra bolinha de papel, serra bolinha de papel,serra bolinha de papel, serra bolinha de papel,serra bolinha de papel, serra bolinha de papel,serra bolinha de papel, serra bolinha de papel,serra bolinha de papel, serra bolinha de papel,serra bolinha de papel, serra bolinha de papel,serra bolinha de papel, serra bolinha de papel,serra bolinha de papel, serra bolinha de papel,serra bolinha de papel, serra bolinha de papel,serra bolinha de papel, serra bolinha de papel,serra bolinha de papel, serra bolinha de papel,serra bolinha de papel, serra bolinha de papel,serra bolinha de papel, serra bolinha de papel,serra bolinha de papel, serra bolinha de papel,serra bolinha de papel, serra bolinha de papel,serra bolinha de papel, serra bolinha de papel,serra bolinha de papel, serra bolinha de papel,serra bolinha de papel, serra bolinha de papel,serra bolinha de papel, serra bolinha de papel,serra bolinha de papel, serra bolinha de papel,

Em sã consciência, dá para se deixar governar por gente com essa mentalidade primária e retrógrada?

24.10.10

Braziu

Tiririca avisa que somente fará
a prova de ditado de português
se o Lula corrigir.

23.10.10

Lula e o medo da derrocada

Agora que faltam poucos dias para a eleição do novo presidente, Lula já nem dorme direito. Como os tais 80% de popularidade não se refletiram na sua candidata, ele vive se perguntando onde errou:
A lista é grande, por isso as letras ficaram pequenininhas... Que insônia, hein, presidente?

22.10.10

Só hipócritas falam contra privatizações

video

Quem fala a favor das privatizações, aqui, é Rodrigo Constantino, formado em Economia pela PUC-RJ com MBA de Finanças pelo IBMEC. Trabalha no setor financeiro desde 1997. É autor de livros, escreve artigos para diversos sites, para a revista Voto e para o caderno Eu&Investimentos do jornal Valor Econômico. É colunista do jornal O Globo. É membro-fundador do Instituto Millenium, diretor do Instituto Liberal, membro do Conselho Consultivo do Instituto Federalista e membro do Conselho de Administração do Instituto Mises Brasil. Foi o vencedor do Prêmio Libertas em 2009, no XXII Fórum da Liberdade. No vídeo ele fala sobre as vantagens oferecidas pelas privatizações - inclusive do PT - e detona com esse partido populista-socialista da linha burra.

Que presidente é esse?

Provando por a + b em filmes, fotografias e análise de um perito, a Globo levou ao ar (surpreendentemente) matéria no Jornal Nacional que mostra a real agressão sofrida por José Serra na caminhada por ruas do Rio de Janeiro (post mais abaixo).
Um presidente da República que fosse íntegro, ético e fizesse do seu cargo uma real profissão de fé a serviço do povo brasileiro, jamais usaria o palanque político para tentar desmentir o “indesmentível”, como tentou fazer o molusco. Sua função acima de tudo seria a de um juiz, um apaziguador, um agregador.
Mas de longa data já sabemos que esse presidente da República em exercício é falastrão, alcoólatra, analfabeto, inculto, grosseiro e principalmente mentiroso. Está tão acostumado às mentiras que andou pregando por toda a vida, que sua mente transfere essa deformação moral a todas as outras pessoas, imaginando que sejam iguais a ele.
Cada vez mais me convenço de que o assassinato de Celso Daniel, o Mensalão, as mentiras grosseiras espalhadas aos quatro ventos e todo o “conjunto da obra” que configura as atitudes desse cara que foi eleito presidente da República, são o mais claro indício de sua psicopatia.

Especialistas na mente humana corroboram que esse comportamento é de psicopatia no grau mais avançado, quando não existem fronteiras nem limites entre o certo e o errado para um indivíduo doente buscar seus objetivos.
Portanto, brasileiro da oposição aos leninistas-comunistas-socialistas-populistas, saia do caminho. Você e eu estamos correndo sérios riscos.

Um psicopata perigoso está solto e prontinho para nos calar.
Agora só depende de nós, no dia 31.

21.10.10

Contrassenso

Mentiras petistas.

Após a agressão sofrida ontem pelo candidato Serra, o camisa-vermelha-cor-de-sangue, deputado José Eduardo Cardozo, secretário-geral do PT, disse lamentar o incidente, mas (mentira deslavada) afirmou que o partido não estimula a violência.
"Eu lamento o incidente. Isso não é bom. Em momento algum o nosso partido incentiva esse tipo de ação. Agora, essa campanha instiga o ódio e isso não parte de nós. Infelizmente, foram eles que começaram essa campanha de ódio. Mas somos contra qualquer ato de violência e não aceitamos ações como essa” (mentira deslavada).
A reportagem em vídeo mostrada pela tevê não deixa dúvidas! Quem organizou a tropa de choque no estilo SS de Hitler para bloquear a caminhada do Serra nas ruas do Rio de Janeiro foram os asseclas do PT.
Asseclas: partidários, sectários, sequazes.
Foto: Gabriel de Paiva/Agência O Globo)

Pausa para truques "made in Japan"

video

Um breve intervalo relaxante no meio da alta temperatura política no Brasil. Se você puder, relaxe e goze...

20.10.10

Paulistas: recado da Dilma para vocês

Falsa, mentirosa, mal-criada, agressiva e ofensiva. Essas são as melhores (ou piores) descrições que encontro para definir essa sargentona horrorosa, que o molusco escolheu para tentar substituí-lo no poder. Esse texto constou do blog da sargentona Dilma e revela os ciúmes doentios e a raiva que ela rumina contra nós, paulistas. Ela acha que nós somos bestas!
Recadinho pra ela: volte para seus amigos venezuelanos, cubanos e bolivianos e deixe-nos, brasileiros, em paz para trabalhar, produzir e fazer do Brasil um país à altura da nossa gente boa. Cai fora, paspalhona!

Sem palavras

Elas não adiantariam, mesmo!

Que decepção, Chico!

O cantor e compositor Chico Buarque discursou no encontro de artistas e intelectuais em apoio à candidata Dilma do PT no teatro Oi Casa Grande, no Rio. Ele sentou ao lado da petista na mesa principal do palco. "Vim reiterar meu apoio a essa mulher de fibra, que já passou por tudo, e não tem medo de nada. Vai herdar um governo que não corteja os poderosos de sempre. O Brasil é um país que é ouvido em toda parte porque fala de igual para igual com todos. Não fala fino com Washington, nem fala grosso com a Bolívia e o Paraguai".
Chico foi um dos primeiros artistas que assinaram o manifesto em apoio à petista. Que decepção!
Chico é filho de Sérgio Buarque de Holanda. Veja o currículo do pai: um dos mais importantes historiadores brasileiros, além de crítico literário e jornalista. Bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais pela Faculdade de Direito da Universidade do Rio de Janeiro. Trabalhou em diferentes órgãos de imprensa, foi correspondente dos Diários Associados em Berlim. Passou uma longa temporada como “visiting scholar” em diversas universidades dos Estados Unidos. Foi diretor do Museu Paulista. Viveu na Itália por três anos, onde esteve a cargo da cátedra de estudos brasileiros da Universidade de Roma. Foi professor convidado em universidades no Chile e nos Estados Unidos e participou de missões culturais da UNESCO em Costa Rica e Peru. Produziu uma vasta obra literária.
Agora, Chico Buarque está cuspindo no prato que deu de comer ao pai. Fica fácil falar mal dos mesmos Estados Unidos que tão bem acolheram seu pai e dos “poderosos”, instalado em confortável mansão com campinho de futebol próprio, uma fortuna aplicada em bancos, deitado em berço esplêndido – parte herdada do pai, parte fruto do trabalho em um país que lhe proporcionou oportunidades e privilégios.
Parece que a visão estupenda que Chico Buarque possui na música e na literatura o cegou quando se trata de enxergar as falcatruas, as bandalheiras, o mensalão, o protecionismo de “cumpanheros” e a incompetência do sapo barbudo do partido que ele, Chico, idolatra. Que decepção, Chico!

Este pilantra foi o “ficha-suja” mais votado no país

Quem não se lembra de Jader Barbalho, um dos nortistas mais envolvidos em falcatruas e mutretas no Brasil? Pois o cara-de-pau se atreveu a ser candidato ao Senado pelo Pará, e graças à cegueira e ignorância dos seus eleitores, foi o "ficha-suja" mais votado em todo o país: 1.799.762 votos.
Por sorte, o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, enviou ao STF (Supremo Tribunal Federal) um parecer contrário à posse do Barbalho, que havia renunciado ao cargo de senador em 2001, para escapar de processo de cassação de mandato e perda dos direitos políticos. Pela Lei da Ficha Limpa, renunciar ao mandato para evitar processo é critério de inelegibilidade. O parecer ainda rejeita a alegada ofensa ao princípio da presunção de inocência. O procurador-geral se posiciona contrário à pretensão de Barbalho de demonstrar que, no caso, a renúncia não atentaria contra os princípios da moralidade e da probidade administrativa, considerada a vida pregressa do candidato.
Ufa! Será que finalmente o Brasil se verá livre de mais uma praga coronelista?

19.10.10

Elogio da vagabundagem

Eu tenho bronca do presidente, sim. Antes não tinha. Achava-o apenas sujo, mal lavado, ignorante, boçal, troglodita, inconveniente, atrevido, insolente, mentiroso etc. etc. etc., porém eu punha estas arestas na conta de sua biografia e mudava de canal. Não conseguia compreender como nem por quê a CNBB, a OAB e uma parte da imprensa incensavam aquela pessoa e a transformavam num mito. Quando estourou o caso LURIAN eu acrescentei no meu caderninho: irresponsável. Um dia Leonel Brizola, derrotado no primeiro turno de uma eleição presidencial, em face da ameaça da eleição de Collor, preconizou o voto útil e mandou que a militância do PDT tapasse o nariz e votasse no sapo barbudo. Eu era presidente do PDT de Uberlândia e admirava Brizola, mas não consegui atender ao seu pedido. A caricatura do sapo barbudo ficou para sempre desenhada no seu portfolio político. Indelével. Num País de grande oradores políticos, aquele exaltado cidadão era apenas um ator da comédia bufa que sabia de cor duas ou três frases de efeito.

A informação “aposentado por invalidez” por causa do dedo mindinho sempre me pareceu intriga da direita e eu nunca a apurei. Apenas anotei no meu caderninho, mais uma vez, o fato curioso de ele estar sempre desocupado. Eu havia repassado 300 alunos por dia, dobrando turno na escola estadual de MG, durante 32 anos, para chegar a uma aposentadoria menor do que um salário mínimo. De onde saíra aquele Messias fabricado?

O tempo não só confirmou o que eu pensava como, infelizmente, acrescentou outras considerações desabonadoras. Investido do cargo e dos poderes inerentes e decorrentes do cargo, ele botou as unhas de fora e se revelou por inteiro. Lerdo, esquecido, cego, mudo, mal acompanhado, arrogante, intrometido, globe-trotter contumaz e exigente, inconveniente, inoportuno, desrespeitoso, metido a engraçado, mal assessorado nos assuntos internos e externos, ele foi dizendo patacoadas que caíram na alma da gigantesca camada de brasileiros e brasileiras pobres de grana e pobres de espírito. Estes cidadãos, das camadas de E a Z, se contentaram com cestas, bolsas, vales, tíquetes, esmolas, enfeitadas com bandeiras, marchas messiânicas, quebra-quebra, invasões, saques, desordem generalizada. O cargo lhe deu imunidade e impunidade e ele, generoso, repassou estes benefícios aos desordeiros e aos amigos mais próximos.

Estamos vivendo tempos modernos, preocupantes. Nos últimos cinco anos eu, que não sou ninguém no contexto nacional, viúva, acumulo treze BOs (Boletins de Ocorrência Policial ) com registro de assaltos a mão armada e grandes prejuízos materiais na minha pequena fazenda em Uberlândia, onde resido. Pago/jogo fora, mais de 50% do movimento da minha atividade, para cumprir as exigências da escorchante carga tributária do atual governo. Eu era classe média, agora não sei mais o que sou. E, o que é pior, não tenho sossego para viver nem trabalhar. Nem eu nem meus companheiros de atividade agropecuária. Em nome da reforma agrária uma grande baderna tomou conta da zona rural e ensejou a formação de gangues intocáveis, mantidas com rubricas polpudas de dinheiro público. O documento cartorial de propriedade privada perdeu a validade. O governo inventou índices inatingíveis de produtividade para configurar a improdutividade da terra e justificar o vandalismo dos seus apaniguados. E deixou a abóbora alastrar.

A corte da saparia coacha alto, voa pelo mundo numa suntuosa aeronave presidencial, mete a colher de pau onde não foi chamada, conta piada, faz sucesso no exterior, entretanto não sabe qual é o estoque regulador de alimentos de que dispomos. Não é capaz de mapear a produção. Não nos garante preço mínimo. Não cuida das estradas nem dos portos e aeroportos e vende mal nossas super safras de tudo, nossos minérios, nossos quilowatts de energia hidrelétrica limpa e não renovável.

Nos últimos anos o Brasil conheceu a desesperadora realidade do desemprego. Chegamos a crescer abaixo de ZERO. Quem estava empregado, caiu na informalidade. As estradas estão repletas de acampamentos de sem-terra. Invadem à-toa, apenas para vender aquele chão que nada lhes custou e depois invadir outra propriedade, para vendê-la também. É a Imobiliária MST-MLST, especialista em assentamento improdutivo, parceira e tutelada pelo INCRA desde a primeira invasão. São párias sociais, abandonados. Sem agrônomos, sem sementes, sem mandalas, sem carteira assinada, sem financiamento, vivendo de bicos e de pequenos delitos na vizinhança. Nas horas vagas engrossando o contingente de invasores em novas propriedades. Eu nunca ouvi o presidente dizer uma palavra a respeito desta conflagração nacional.

Neste momento a carteira de trabalho se tornou dispensável no Brasil, sabe por quê? Porque o emprego estável prejudica o recebimento da bolsa-esmola. O presidente milagroso catapultou 34 milhões (?) de miseráveis e, com dez quilos de arroz e um quilo de fubá, os instalou na classe média. Agora a candidata chapa-branca promete erradicar o restante da pobreza em quatro anos. É um delírio!

São oito anos de caos moral e ético no País. Nada completamente novo, que o Brasil nunca tivesse praticado. Aliás nossa história política tem raros momentos de decência e escassos cidadãos ilibados. O fato novo é a escancarada intervenção do presidente em defesa de sua gangue, vociferando contra a imprensa, a justiça, o congresso, a Constituição, a sociedade civil organizada. E agora, no apagar das luzes, ei-lo travestido de garoto-propaganda em tempo integral, usando com naturalidade todos os mecanismos do governo para empurrar goela abaixo uma candidata que não tem luz própria, nem é petista, que ouviu a galinha cantar, mas não sabe cadê o ovo. Uma gordinha inimiga das instituições desde quando era de-menor. Bonitinha, é verdade, mas beleza não põe mesa.

Uma campanha messiânica começa a rotular a pupila do Sr. Presidente com o codinome de MÃE. Aí já é demais! O desconfiômetro deles pulou a janela e virou a esquina. Nem daqui a 50 anos o Brasil conseguirá limpar da alma do nosso povo esta nódoa maligna de conformismo raivoso e vingativo que o sapo barbudo impingiu na alma das camadas E a Z. Alguém deles leu O PRÍNCIPE, de Maquiavel. Com certeza.

Antes havia pobres por aqui. Milhares. Miseráveis. Porém eles aspiravam a uma superação pessoal. Hoje eles se acomodaram, cruzaram os braços. Esperam que tudo lhes caia do céu. As cotas universitárias revitalizaram o apartheid. Ao invés de injetar recurso no ensino público, a máquina de sedução que vira voto criou o PRO UNI e fez proliferar as faculdades medíocres. Num país sem planejamento familiar, a juventude superlota os presídios. A guerra fratricida faz trincheira em cada esquina. A classe A levanta as muralhas de seus condomínios fechados. A classe média paga imposto deduzido na fonte, tem plano de saúde e previdência privada. Viver ficou perigoso demais. Caro demais. O resto são 70% de brasileiros e brasileiras ingênuos que caíram no mais moderno conto do vigário: o do marketing político institucional. A estes lhes bastam, hoje, como na Roma Antiga, migalhas de pão e algum futebol, já que o circo também morreu.

Hoje eles se acomodaram. Brizola jamais poderia suspeitar que ele faria do caçador de marajás seu líder no senado. Que o tesouro nacional acumularia montanhas de dólares obtidos de alíquotas e das taxas de juros mais altas do mundo. Que a rede bancária nacional e internacional iriam ao paraíso. Que a poupança renderia 0,65% e os cartões de crédito chegariam a cobrar 12% ao mês, capitalizados, claro, o que dá nada menos de 389,59% ao ano... Quando menor a renda do financiado, maior o percentual de juros cobrado. O acesso da classe mais baixa ao crédito, portanto, só fez por aumentar os lucros fabulosos das financeiras, administradoras de crédito e demais sócios do clube da agiotagem consentida pelo poderoso goiano Meireles e seu Banco Central.

Cinquenta anos para consertar esta mentira política talvez não sejam suficientes. Por tudo isto é que no dia 31 de outubro temos que comparecer em nossa sessão eleitoral e dizer um rotundo NÃO ao sapo barbudo. Se não for para ganhar a eleição, que seja para saber com certeza quantos somos, nós, que não perdemos a lucidez nem caímos no conto do vigário apregoado por um sapo que virou príncipe e que, de dentro do seu palácio e da sua nave espacial ultra sofisticada, fez, despudoradamente, dia após dia durante oito anos, o ELOGIO DA VAGABUNDAGEM.


Martha de Freitas Azevedo Pannunzio
CPF 394172806-78 - Uberlândia, 30/set../2010
É escritora, professora, mãe do jornalista Fábio Pannunzio....
muito bem informada.

PT, ao arrepio da lei



Eu tive uma agência de propaganda em São Paulo, durante quatro décadas. À época, eu recebia encomendas – no caso, criações publicitárias – de “n” tipos de produtos e serviços, os mais diversos. Quando se tratava de folders, embalagens ou catálogos, as artes finais – posteriormente arquivos digitais – eram encaminhadas para impressão em gráficas.

Foi exatamente isso que a Diocese de Guarulhos fez: sem ferir as leis do país (não era material subversivo, pornográfico, imoral, nem propaganda mentirosa) escolheu a gráfica Pana em São Paulo e mandou imprimir um folheto de título “Apelo a Todos os Brasileiros”. O folheto é uma convocação elaborada pela Comissão de Defesa da Vida da Regional Sul I, da CNBB para que os católicos não votem em candidatos favoráveis à descriminação do aborto, lembrando a posição do PT e do governo Lula, que incentivam a mudança da lei.

Nada de ilícito.

Surpreendentemente, O PT recorreu ao Tribunal Superior Eleitoral porque considera que se trata de um ataque à sua candidata. Por ordem do ministro Henrique Neves, milhares destes impressos foram recolhidos pela Polícia Federal .

A gravidade deste episódio foi a presença de um grupo de partidários da Dilma, com a cumplicidade de jornalistas, sem poder de polícia, sem mandado, sem representatividade legal, constrangendo ilegalmente o representante da gráfica. Veja no vídeo que subitamente surge um petista avantajado e fala grosso, de dedo em riste com o pobre homem, chamando-o de cúmplice de um crime. Os jornalistas presentes testemunharam o constrangimento ilegal, mas ficaram calados e certamente concordaram com esse tipo de censura e de intimidação. Que jornalismo é esse?

Fico imaginando minha reação se o episódio tivesse ocorrido na minha agência. Com certeza eu requereria força policial para expulsar os petistas. Ou armaria um escândalo de tal monta que aos camisas-vermelhas-cor-de-sangue só restaria saírem de fininho ou partirem para a porrada. Seria um escândalo de proporções gigantescas.

Neste episódio não importa se o pedido do trabalho legalmente impresso partiu da igreja, de uma ONG, de uma associação de bairros, de uma empresa ou de algum milionário. Havia um pedido legal e formal, havia um responsável e não constava nenhuma transgressão à lei.

Está provado: neste governo Lula, a liberdade no Brasil só vale até o limite em que os petistas não se sintam incomodados. Para o PT, tudo. Já para os outros... vote Dilma e verás!

17.10.10

Politicamente incorreto


Cena do show “stand-up” de Danillo Gentille (o cara do CQC). Afinal, os humoristas foram liberados para falar de política...

Mineiros chilenos e trabalhadores brasileiros

Há certas semelhanças entre o empenho do presidente chileno para salvar os 33 mineiros presos na mina em Atacama e o esforço do presidente do Brasil, içando seus “cumpanheros” trabalhadores que estavam “meio por baixo”.

O presidente chileno se empenhou em trazê-los à superfície, de volta à vida. Os “salvamentos” do presidente Lula direcionaram seu pessoal para a mina de ouro brasileira, que não está nas profundezas do solo e sim aqui em cima. Veja os “salvamentos” do Lula:

Jair Meneguelli - torneiro mecânico e ex-presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC. Ele havia sumido. Hoje se encontra em Brasília, foi alçado a Presidente do Conselho Nacional do SESI e comanda um orçamento de R$34 mi. Salário atual: R$25.000,00. No tempo de sindicalista era de R$1.671,61.

Heiguiberto Navarro - ferramenteiro e ex-presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC. Está em Brasília, foi guindado ao posto de assessor do Secretário Nacional de Estudos e Políticas da Presidência da República. É ele quem articula os eventos do Presidente Lula que ocorrem fora do Palácio do Planalto. Salário atual: R$6.396,00. Recordando, na época de ferramenteiro seu salário era de R$1.671,61.

João Vacari Neto – era bancário, ex-presidente do Sindicato dos Bancários de São Paulo. Subiu na vida e foi alçado para membro do Conselho Nacional de Itaipu. Ajuda a decidir sobre a aplicação do orçamento de Itaipu, cerca de R$4.500 bi. Salário de R$13.000,00. Antes o seu salário era de R$4.909,20. Dizem que participou do desfalque na Bancoop de SP, que causou prejuízo em centenas de bancários em SP.

Paulo Okamoto - fresador, ex-tesoureiro da CUT. Está sumido do noticiário, mas foi encontrado também em Brasília, como presidente do SEBRAE. Salário R$25.000,00. Comanda um orçamento de R$1.800 mi. Salário anterior, R$1.671,61.

Luis Marinho - pintor de veículos, ex-presidente da CUT. Está em Brasília e virou Ministro da Previdência Social. Salário R$8.363,80. Comanda um orçamento de R$191 bi. Anteriormente o seu salário era de R$1.620,40.

Wilson Santarosa - operador de transferência e estocagem, presidente do Sindicato dos Petroleiros de Campinas, no Rio de Janeiro . Virou gerente de comunicação da Petrobrás e membro do Conselho Deliberativo da PETROS. Salário atual R$39.000,00. Comanda um orçamento de R$250 mi. Salário anterior era de R$3.950,90.

João Antônio Felício - professor de Desenho e História da Arte e ex-presidente da CUT, está no Rio de Janeiro e é membro do conselho do BNDES, salário R$3.600,00 por reunião (por reunião) da qual participa, com direito a transporte, hospedagem mais ajuda de custo. É um dos responsáveis pela aprovação do orçamento do BNDES de R$65 bi. Tem sob sua responsabilidade opinar sobre sua destinação e acompanhar a execução. Salário anterior R$1.590,00.

Sergio Rosa - escriturário e ex-presidente da Confederação Nacional dos Bancários. Também se encontra em Brasília, é atual presidente do PREVI, Fundo de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil. Salário atual de R$5.000,00. Comanda um orçamento de cerca de R$106 mi. Salário anterior R$4.500,00.

José Eduardo Dutra - geólogo, ex-presidente do Sindiminas de Sergipe, atual Sindipetro. Vive em Brasília, onde é presidente da BR Distribuidora, com um mísero salário de R$44.000,00. Comandará, de 2008 a 2012 um orçamento de R$2.600 bi. O salário anterior era R$10.000,00.

Wagner Pinheiros - analista de investimentos. Diretor da Federação dos Bancários de São Paulo. Virou presidente da PETROS, Fundo de Pensão dos Funcionários da Petrobrás. Salário atual de R$44.000,00. Comanda um patrimônio R$32.400 bi. Salário anterior: R$5.232,29, como dirigente sindical.

Sergio Rosa – escriturário e ex-presidente da confederação nacional dos bancários. Também se encontra em Brasília. É atual presidente do PREVI, Fundo de previdência dos funcionários do Banco do Brasil. Salário atual de R$15.000,00. Comanda um orçamento de cerca de R$106 bi. Salário anterior R$4.500,00.

Conclusões: os maiores salários pagos pelo governo são para “cumpanheros” do presidente, que em sua maioria não têm nem curso superior, muito menos preparo para gerir as fortunas do dinheiro público que passam por suas mãos. Pergunto para que servem, afinal, as faculdades e principalmente o curso de Administração Pública da FGV? Parece que basta ser ferramenteiro, escriturário, pintor de veículos, fresador, ferramenteiro ou torneiro mecânico para gerir estes bilhões de reais do nosso pobre e suado dinheirinho, pago às duras penas através dos nossos impostos.

E outra coisa: como é que alguém pode receber salários de R$44.000,00, de R$39.000,00, de R$25.000,00 que são valores bem acima do salário-teto de R$11.400,00, que é o do Presidente da República?

Obs.: estes dados sobre salários estão disponíveis em http://www.webartigos.com/articles/4302/1/Os-Privilegiados/pagina1.html#ixzz12XHrXRmb e são de 2008. Devem estar defasados e possivelmente ocorreram mudanças de cargos.

15.10.10

Orquestra Tabajara

Abrindo mais páginas do meu livro de memórias, eis a famosa e prestigiada Orquestra Tabajara, de Severino Araújo, do tempo das grandes orquestras tipo "Big Bands". Ela se apresentou na década de 1980 no Clube Paineiras do Morumby e lá estava eu dançando ao seu som - um privilégio inesquecível.

Como levar um homem à loucura na cama

Foi nesta madrugada que o Programa do Jô exibiu a entrevista com meu amigo paulistano Maurício Sita, que lançou o livro “Como levar um homem à loucura na cama”. Mauricio utilizou-se de uma ferramenta americana da internet para entrevistar 1.800 homens – foi a maior pesquisa do gênero até hoje realizada – e descobrir o que é que afinal eles esperam da mulher na hora do sexo.
A entrevista foi tão “quente” que ocupou três blocos do programa. No terceiro bloco houve a participação do auditório, na maioria mulheres, fazendo perguntas ao autor.
Se você ficou interessado (a), entre no site
http://www.prazerdohomem.com.br/site/
Nessa hora em que o clima político deixa todo mundo tenso, nada como uma rodada de relaxamento aproveitando as dicas do livro.

14.10.10

Brasil, motivo de chacota para o mundo

Como prevíamos, a eleição do palhaço Tiririca já é motivo de chacota para o resto do mundo. Esse texto abaixo é da Alemanha. Clicando no link, aparecerá um filme que está rodando no noticiário de lá.


Mit seinem Wahlkampfslogan "Schlimmer kann's nicht werden" hat in Brasilien der bekannte Clown "Tiririca" einen grandiosen Wahlerfolg bei den Parlamentswahlen erzielt. Der unser seinem bürgerlichen Namen "Mit seinem Wahlkampfslogan "Schlimmer kann's nicht werden" hat in Brasilien der bekannte Clown "Tiririca" einen grandiosen Wahlerfolg bei den Parlamentswahlen erzielt. Der unser seinem bürgerlichen Namen "Francisco Everardo Oliveira Silva" eher unbekannte Spassmacher erhält einen Sitz im Nationalkongress in der Hauptstadt Brasília. Kein Abgeordneter konnte bei den allgemeinen Wahlen am vergangenen Sonntag mehr Stimmen auf sich vereinen als der 45-jährige. 1.353.820 Wähler votierten für ihn, was einem Anteil von 6,35 Prozent unter den 1.169 Kandidaten des Bundesstaates São Paulo entspricht.

Petralhas nervozinhos

A diferença da tendência de votação (segundo os pouco confiáveis institutos de pesquisa) entre a candidata petista-terrorista e o democrata Serra está cada vez menor. Pelo andar da carruagem, em duas semanas deverá ocorrer uma reversão nos números. O que vai deixar o presidente mais frustrado e nervosinho do que já está.
Arriba, Serra!

Lições de coragem e organização

A Fênix 2 sob a terra e em seguida trazendo de volta para a vida homens corajosos, sobreviventes do que poderia ser mais uma catástrofe (com precedentes) na história da mineração mundial. Uma estratégia inteligente, equipes organizadas, trabalho coordenado, tecnologia e muita coragem devolveram os mineiros soterrados às suas famílias. Emocionante!

13.10.10

PT tem ciúmes de FHC

Recebi novo telefonema de Peter. Ele estava furioso com o PT e seus discursos esquerdistas.
“- Das habe Ich alles schon gesehen”, disse-me ele. Aconteceu na Alemanha Oriental, na Polônia, na Tchecoslováquia, na Hungria, além da Rússia e todos os seus outros países satélites. Veja o que ocorre na China: o ganhador do Prêmio Nobel da Paz não pode recebê-lo por estar preso e a esposa dele acaba de ser intimada a cumprir prisão domiciliar, estando proibida de se comunicar com o Exterior. Lá são esquerdistas-comunistas, exatamente iguais aos militantes ativistas do PT”. Veja o que nos espera se o PT vencer a eleição.
E Peter apontou o contra-senso do discurso petista, sempre criticando o governo de Fernando Henrique Cardoso.
Ao privatizar a Vale do Rio Doce, fundada pelo governo federal em 1942, esta tornou-a a maior empresa privada do Brasil, com valor de mercado estimado em 127 bilhões de dólares. Defensores da privatização da empresa alegam que a medida foi benéfica, uma vez que hoje ela gera mais empregos ao país e mais impostos ao Governo Federal do que na época em que ainda era estatal (mantém cerca de 60 000 pessoas empregadas, e recolhe 3 bilhões de dólares em impostos ao ano). Em 2008, faturou 38,5 bilhões de dólares e foi responsável por metade do superávit primário do Brasil
Foi privatizada a maioria bancos estaduais, responsáveis por grande parte do déficit público, além do sistema telefônico brasileiro, que gerava altos déficits, custava caro ao consumidor e mantinha enorme demanda reprimida. (Aqui faço uma observação: eu tive agência de propaganda em São Paulo e para se obter uma linha telefônica nas décadas de 1970 e 1980, pagava-se de 3 a 5 mil dólares, de acordo com o bairro. Cheguei a alugar um imóvel em 1974 para logo em seguida negociar o distrato, pois não havia sobras de linhas no cabeamento da região. Que era o nobre Pacaembu).
Fernando Henrique Cardoso também se destacou pela reforma do Estado promovida em seus dois mandatos, no qual seria priorizado o investimento em carreiras estratégicas para a gestão do setor público.
FHC conseguiu a aprovação de várias emendas à constituição, que facilitaram a entrada de empresas estrangeiras no Brasil, o que ajudou a acirrar a concorrência interna e diminuir preços, beneficiando a população.
Também começou a enfrentar as fontes de déficit público, para eliminar o problema crônico da inflação iniciando em 1999 a reforma da previdência social. Adotou a terceirização de serviços e de empregos públicos em áreas consideradas não-essenciais.
Conseguiu a aprovação de leis mais duras sobre crimes contra o sistema financeiro e um código de trânsito mais rigoroso para diminuir número de acidentes nas rodovias.
Colocou em vigor a lei de responsabilidade fiscal para estabelecer um rigor maior na execução do orçamento público, limitando o endividamento dos estados e municípios e os gastos com funcionalismo público.
Apesar dos petistas se morderem de raiva, foi criação de Fernando Henrique Cardoso o Bolsa-Escola e vários outros programas sociais destinados à população de baixa renda, que atingiu 4 milhões de famílias beneficiadas (hoje mudaram o nome para "Bolsa-Família do Lula", que alardeia por aí o “nuncaantesnestepaís”).
FHC ampliou o investimento privado em faculdades e pós-graduação através de linhas de crédito para Instituições de Ensino, resultando num salto nos índices de brasileiros cursando nível superior e ensino médio.
Mas o mais importante, que esta turma de petistas não enxerga, foi a criação do Real e a estabilização da moeda, estancando uma inflação que chegava a níveis assustadores, tornando-se em alguns momentos a mais alta inflação do mundo.
O PT e seus partidos satélites socialistas SEMPRE VOTARAM CONTRA todas essas medidas, das quais hoje, ironicamente, o governo Lula é o maior beneficiado.
Peter estava tão fulo, que nem completou sua descrição das realizações de FHC e desligou o telefone sem sequer se despedir de mim.

12.10.10

A valsa da Dilma

Veja agora no Youtube, pois daqui a pouco poderá ser tarde de mais - o Lula terá mandado censurar e cortar a exibição.
http://www.youtube.com/watch?v=eChYzVqqFOc

Ciro Gomes, o novo garoto-propaganda do Serra

Essa eu não entendi. Pois o Ciro Gomes não é cabo eleitoral do PT? Ele até bem pouco tempo não foi ministro do Lula? Uai!!!!

11.10.10

Impressões sobre o debate

Meu amigo Peter andava quieto e desaparecido por um longo tempo. Quieto demais, em minha opinião. Eis que hoje ele me liga, para transmitir as impressões sobre o debate de ontem entre os dois candidatos à presidência.
Primeiramente, Peter achou a petista muito agressiva, talvez por estar nervosa com o resultado inesperado do 1º turno, já que seus partidários o imaginavam liquidado e que a eleição em si seria apenas uma obrigação pro forma.
Segundo, ainda segundo Peter, ela ficou pouco à vontade por ter sido abandonada pelo seu mentor. Se antes sua postura era a de uma boneca de ventríloquo, respondendo apenas o que a assessoria e seu chefe lhe ordenavam, agora, sozinha, insegura e largada aos leões, nitidamente teve de agir como os marqueteiros lhe ordenaram. Tentou embaralhar seu adversário com perguntas embutidas em outras perguntas, visando desestabiliza-lo, mas quem acabou se atrapalhando foi ela mesma. Gaguejou muito, errou nas concordâncias do português e algumas frases sobraram soltas no ar.
Por outro lado, Peter imaginou que o candidato Serra trouxesse mais acusações contra sua adversária, já que o PT conseguiu a proeza de nestes oito anos somar uma bela coleção de irregularidades – inchaço da máquina pública, descontrole nos cartões corporativos, os 40 ladrões do mensalão, criação de ministérios inúteis, fracasso da sua guarda federal, péssimos serviços de saúde pública, problemas nos portos e aeroportos, estradas em situação de calamidade pública, falta de controle na distribuição de bolsas (sejam quais forem), ensino público vergonhoso, baixíssima qualidade dos professores, abuso do Q.I. (quem indicou) em repartições, autarquias, escolas e universidades apenas para ‘cumpanheros’, criminalidade em alta, destruição acelerada do meio ambiente, erros estratégicos na política externa, apoio a ditadores e populistas baratos, implantação da política bolivariana e, principalmente, as eternas acusações ao governo anterior de FHC por tudo o que está errado no país. Serra se aproveitou muito pouco destes trunfos.
Na opinião de Peter, oito anos foram tempo suficiente para que o partido da situação conseguisse dar um salto de qualidade, pois coube ao governo anterior a pior parte: estabilizar a economia, bloquear a terrível inflação, parar a sangria financeira das estatais e superar a inacreditável oposição que o PT oferecia, votando contra tudo e contra todos os projetos que vieram beneficiar o Brasil – principalmente o Plano Real.
No prisma de visão de Peter, os eleitores que têm discernimento, que sabem distinguir a postura do estadista, do realizador, daquela outra que na verdade é apenas uma marionete de partido, uma carreirista - sem carreira efetiva, sem história -, inverterão os resultados do 1º turno. Peter em geral acerta nas previsões.
Por fim, Peter se diz bastante desiludido com a situação reinante no país, apesar da tal nova “classe média” emergente, que chega sem cultura, sem educação, sem conhecimentos históricos e sem poder de competitividade em relação aos outros países mais desenvolvidos.

Peter deixou bastante assunto para se pensar. E uma pergunta no ar: por quê a candidata petista tem tanta raiva (ou seriam ciúmes) do governo FHC?

Táticas da máfia

Ficou muito claro no debate dos candidatos à presidência de ontem, na Band: o pessoal do PT está se utilizando de táticas copiadas da Máfia.
Uma declaração da candidata-terrorista-comunista me deixou estarrecido: “Eu (dilma) não faço acusações falsas e difamações que não posso provar, diferente de você, Serra, que anda me difamando”.
Então as acusações e difamações contra o Serra surgem de onde? Do ar? Do vácuo? De uma lâmpada mágica?
As acusações difamatórias, mentiras e inverdades espalhadas à torto e a direito contra o candidato Serra não partem da adversária (que seria a cabeça do bando). Partem do seu pessoal do PT. Exatamente como procede a máfia. Nos filmes que retratam a máfia, o chefão nunca suja as mãos, quem executa os crimes são seus asseclas. Al Capone só foi preso por problemas contábeis – mas fora o mentor de dezenas e dezenas de assassinatos. Ele próprio evitava sujar as mãos com sangue.
A verdade é que dilma vem registrando uma queda vertiginosa nas pesquisas desde o final do primeiro turno. Aquela diferença enorme se reduziu a poucos pontos porcentuais e, tudo indica, a postura agressiva da candidata no debate vai fazer com que ela perca cada vez mais pontos nas próximas semanas.

PT não aceita prédica de padre

Não é hábito deste blog comentar, exibir ou propor discussões sobre temas ou acontecimentos religiosos. Mas chama-nos a atenção a prédica do padre José Augusto, que em homilia veiculada no canal católico, TV Canção, ligada à Igreja Católica, atacou violentamente o PT, a perspectiva de o Brasil eleger um partido comunista e afirmou que não poderia se calar “diante de um partido apoiando o aborto”.
“Podem me matar, podem me prender, podem fazer o que quiser. Não tenho advogado nenhum. Podem me processar e, se tiver de ser preso, serei. Mas eu não posso me calar diante de um partido que está apoiando o aborto, e a Igreja não aprova”, afirmou. O PT obviamente "sentiu-se ofendido" e recorreu TSE, pedindo direito de resposta, que poderá ir ao ar no dia útil seguinte ao pronunciamento do tribunal sobre o fato.

10.10.10

Insistência amoral

A Folha de São Paulo publica hoje nova pesquisa eleitoral, agora para o segundo turno. E insiste em utilizar a expressão “se o 2º turno fosse hoje...”
Oras bolas, os veículos de comunicação usaram a expressão “se as eleições fossem hoje” à exaustão no primeiro turno e deu no que deu: as pesquisas para presidente estavam erradas, inclusive aquelas chamadas de boca-de-urna, colhidas no próprio dia da eleição.
As desculpas dos prepotentes representantes dos institutos de pesquisa insinuaram que “os números indicam apenas as tendências do eleitor”.
Tenho para mim que a expressão é tendenciosa, amoral, dirigida e aética.
Tentei, sem sucesso, levar o problema ao TSE. Seria necessário encaminhar um processo formal para análise dos juízes daquela corte. Nem haveria tempo para análise.
Por outro lado, os veículos de comunicação deveriam mudar de atitude a partir de já!

9.10.10

Tremo só de pensar!

video

Veja quanta “gente boa” está apoiando a terrorista Dilma: Collor (“impichado” pelo povo), Sarney (o pilantra das mil e uma mutretas), Maluf (um dos maiores fichas-sujas do país), Wellington Salgado (da tropa de choque do “intocável” Renan Calheiros), Zé Dirceu (o chefão do Mensalão), Chavez (o paraquedista-comunistoide-camisa-vermelha-cor-de-sangue), Genoíno (um genuíno malandro que nem o próprio partido conseguiu reeleger) e Erenice Guerra (recém-descoberta praticando irregularidades na Casa Civil). Tremo só de imaginar mais quatro anos aguentando esse tipo de gente ditando regras, aparecendo toda hora na tevê para falar suas verdades mentirosas e nos impondo a política bolivariana da ditadura de esquerda.
Sim, a expressão “gente boa” é um eufemismo, ou seja, ato de suavizar a expressão de uma idéia substituindo a palavra ou expressão própria por outra mais agradável, mais polida.

8.10.10

A mais antiga fábrica de corrupção do Brasil


Há mais de cinquenta anos a imprensa vem publicando notícias recorrentes sobre a maior fábrica de corrupção existente no Brasil: os meandros dos DETRAN em quase todo o país.
Em 2007, um ex-diretor de veículos do DETRAN de Cuiabá foi acusado de envolvimentos em fraudes, por inserir dados falsos no sistema do Departamento de Trânsito e esquentar carros em situação irregular.
Em 2008, a Polícia Federal cumpriu 35 mandados de prisão e 60 de busca e apreensão na Paraíba, para desarticular uma quadrilha suspeita de operar dois esquemas fraudulentos dentro do Departamento Estadual de Trânsito da Paraíba. A operação se estendeu aos Estados de Alagoas e Pernambuco.
No DETRAN do Piauí a polícia investigou 450 processos para obtenção de carteira de habilitação e apurou casos de fraude no momento da aplicação das provas e também nos endereços fornecidos por pessoas que residem no Maranhão e Ceará e não poderiam fazer as provas no Piauí.
No Rio de Janeiro, policiais prenderam seis suspeitos de integrar uma quadrilha que fraudava documentos na sede do DETRAN, no centro da cidade. Entre os presos, há despachantes autônomos, funcionários e ex-funcionários do órgão de trânsito.
Em São Paulo, o Ministério Público está acusando cinco ex-diretores do DETRAN, nove donos de empresas e um ex-funcionário do alto escalão do governo paulista, por irregularidades no emplacamento de veículos entre 1994 e 2005. De acordo com o Ministério Público Estadual, um ex-diretor do DETRAN paulista contratou as empresas e delegou a elas o serviço de emplacamento de veículos mesmo com um parecer contrário do governo do Estado. Além de contratar as empresas irregularmente, segundo o Ministério Público, foi lhes concedida uma isenção de pagamentos de taxas, o que só seria possível mediante aprovação de lei. De 1994 até 2005, segundo o documento, os contratos foram renovados de forma irregular e até de forma verbal. O diretor envolvido diz que, na época, apenas regularizou a prática de terceirizar o serviço, o que ocorria desde anos 1960.

Em Itapevi, o DETRAN decidiu bloquear 1.880 carteiras de motoristas após suspeita de fraude, onde também apreenderam sete dedos de silicone usados para enganar o sistema de leitura de biometria e carimbos falsos em uma autoescola. Um instrutor, uma diretora financeira e duas funcionárias suspeitas de fabricar os dedos de silicone foram presos.
Todos os casos descritos (uma gotinha no oceano de irregularidades dos DETRAN em todo o país) representaram milhões e milhões de reais de prejuízo aos cofres do governo e enriquecimento ilícito dos envolvidos.

Alguém deveria escrever uma tese mostrando o paralelismo entre a implantação e o crescimento da indústria automobilística no Brasil, com as dezenas, infindáveis e criativas fórmulas encontradas pela bandidagem (e aqui incluem-se policiais corruptos, despachantes, clínicas de exames médicos, funcionários públicos, fabricantes de placas, advogados de acidentes de trânsito, corretores de seguros, empresários, auto-escolas e motoristas) para se aproveitar, locupletar, extorquir, levar vantagens, roubar, vender, fraudar e falsificar documentação, desviando milhões e milhões de reais do governo e da população. Pelos meus cálculos, a criminalidade neste setor cresceu mais do que a própria indústria automobilística.
Os DETRAN de todo o Brasil podem ser consideradas como a maior usina de fabricação de dificuldades ...para venda de facilidades.
Desde sempre.

Para a minha geração

video

Os primeiros bailes... as primeiras danças. Os primeiros namoros. Doces beijos roubados. Rosto colado com a namorada. Corpos ferventes ... duvido que alguém da minha geração não tenha dançado embalado ao som dos Platters. Eu mesmo tive o privilégio de dançar em baile do Clube Paineiras do Morumby, em São Paulo, com os Platters cantando ao vivo, no palco. À época, foi a última formação desse notável grupo. Este vídeo em preto-branco provavelmente é dos primeiros tempos de sucesso.

7.10.10

Matéria publicada no Canadá

Vários blogs brasileiros e de outros países publicaram o texto abaixo sobre a candidata Dilma Roussef. Para quem imagina que campanhas eleitorais para presidência da República de um país são apenas assuntos internos... engana-se. Da mesma forma como acompanhamos eleições nos Estados Unidos, na França, na Argentina e em outros países, os olhares do mundo se voltam para a campanha eleitoral brasileira.
O texto original em inglês foi escrito pelo canadense Henry Makow, autor do livro
A Long Way to go for a Date.
Henry Makow é Ph.D. em Literatura Inglesa pela Universidade de Toronto e mantém o site henrymakow.com. Sua biografia pode ser conferida em
http://en.wikipedia.org/wiki/Henry_Makow

BRAZIL'S PURGATORY ABOUT TO BEGIN
The sad fact about the next election in Brazil is that it will not be decidedbased on principles or values. Nobody cares if Dilma Roussef murdered or robbed.
It is just populism in the cruelest form. She is Lula's lady. Poor people have benefited a little from the end of inflation, and they forgot that this situation was inherited by Lula.
What is interesting is that the Worker's Party is neither Communist nor the helper of workers. IBGE, the main statistical institution in Brazil , has just released the information that illiteracy in Brazil increased during Lula's reign. Basic sanitation is in the same level as it was at the time of his coronation. 50,000 Brazilians die violent deaths, mostcaused by guns and drugs smuggled into the country by the FARC Marxistterrorists, allies of Lula. Who cares? I have a cell phone and tv set. The next World Cup will be in Rio.
On the other hand, the Federal Development Bank (BNDES) has received this year US$ 100 BI to lend to large corporations, inorder to "buy" their good will towards the government during the election year. The capitalists get the money for 3,5% to 7%, while the government pays 10% to12% for the banks. Itaú bank had the largest profit of any bank in the Americas, including the ones in the US.
Other acts of largesse of the government include the distribution of TV and radio licenses to capitalists and politicians, a TV network for the union leaders (who take one day of salary from the workers and can't be audited - Lula forbid it) and the definition of the targets of investment of the pension funds from state companies, in the order of hundredsof billions of dollars. They can make you or break you.
FASCISM - this is a fascist economy, in its purest definition. Mussolini would be proud. It is hard for the common folk to understand how Communism has changed from a social utopia to this raw fascism. The reason is that they retain the old veneer in cultural causes, such as free abortion, gay marriage, globalism, ecological radicalism, etc. Just like in China, they tell you how to live your private life.
Censorship or "media control" is in Dilma's agenda, as it is in full course in Argentina and Venezuela today. The fiscal privacy of Dilma's opponents has been broken with no consequences. Basic constitutional rights are worth nothing to the Worker's party, and they are challenging property rights. A bunch of communist peasants, all funded and led by professional agitators, will invade farms, kill people (as they do now) and the issue will be decided by popular acclamation, in a commune. We are being prepared to be pawns of the world government.
I predict rough times ahead for Brazil . Dilma is incompetent and stubborn. Brazil 's public debt has almost tripled and is about to explode, dueto to the high interest rates. The boom in the exportation of minerals and agro-commodities that gave Lula's popularity such boost can end anytime, especially if a heavy crisis hits the dollar. The taxation level in Brazil is one of the highest in the world, at 40,5% and bureaucracy, with 85 different taxes in the last count, is astronomical. They won't be able to raise tax anymore to support the do-nothings employed in the government and the corruption.
When the government crashes, the social aids that supported Lula's popularity will be at risk. Without the booming exports, there will be fewer jobs, and it is possible that we see riots and protests. Things have always been too easy in this country, where food grows even in a crack in the sidewalk. Perhaps it is time for Brazilians to mature from suffering.
PS: Dilma's father was a Bulgarian. He fled his country because he was a communist activist. Surprisingly (?), in Brazil he was a capitalist and very rich. Dilma had a very bourgeois life, living in a large house and studying at private schools. It is always good to belong to the Communist elite.

Em português:
O purgatório brasileiro está prestes a começar
A triste verdade sobre as próximas eleições no Brasil é que não será decidida com base em princípios ou valores. Ninguém se importa se Dilma Roussef tenha assassinado ou roubado. É apenas o populismo na forma mais cruel. Ela é a senhora Lula. Os pobres se beneficiaram um pouco do fim da inflação e se esqueceram que esta situação foi herdada por Lula.
O interessante é que o Partido dos Trabalhadores não é comunista, nem o que auxilia os trabalhadores. IBGE, a principal instituição de estatística no Brasil, acaba de lançar a informação dando conta que o analfabetismo no Brasil aumentou, durante o reinado de Lula. O saneamento básico está no mesmo nível que era no momento da sua coroação. 50 mil brasileiros morrem mortes violentas, a maioria causados por armas e drogas contrabandeadas para o país pelos terroristas marxistas das FARC, os aliados de Lula. A próxima Copa do Mundo será no Rio de Janeiro.
Em contrapartida, o Banco Federal de Desenvolvimento (BNDES) recebeu este ano 100 $E.U. BI para emprestar às grandes corporações, a fim de "comprar" a sua boa vontade em relação ao governo durante a campanha eleitoral. Os capitalistas recebem o dinheiro com juros no entorno de 3,5% a 7%, enquanto o governo paga 10% a 12% para os bancos. Banco Itaú teve o maior lucro de um banco nas Américas, incluindo os dos E.U.A.
Outros atos de generosidade do governo incluem a distribuição de licenças de TV e rádio para os capitalistas e os políticos, uma rede de TV para os dirigentes sindicais (que cobram um dia de salário dos trabalhadores e não podem ser fiscalizadas - Lula proibiu) e a definição dos objetivos de investimento dos fundos de pensão de empresas estatais, na ordem de centenas de bilhões de dólares. Eles podem fazê-lo ou quebrá-lo.
FASCISMO - Esta é uma economia fascista, na sua mais pura definição. Mussolini estaria orgulhoso. É difícil para o povo a entender como o comunismo mudou apartir de uma utopia social para este fascismo na forma mais primata.O motivo é que eles mantêm a aparência sob o velho charme por causas culturais, como o aborto livre, o casamento gay, o globalismo, o radicalismo ecológico, etc. Assim como na China, dizem-lhe como viver sua vida particular.
Censura ou "controle da mídia" está na agenda de Dilma, da mesma forma como se encontra em pleno andamento na Argentina e Venezuela hoje em dia. A privacidade fiscal de oponentes de Dilma foi quebrada sem consequências. Os direitos fundamentais garantidos pela Constituição nada valem para o Partido dos Trabalhadores e eles estão desafiando os direitos de propriedade.
Um grupo de camponeses comunistas, todos financiados e liderados por agitadores profissionais, invadem fazendas, matam pessoas (como o fazem agora) e a questão será decidida por consulta popular, da comuna. Estamos sendo preparados para sermos peões do governo mundial. Prevejo tempos difíceis à frente para o Brasil. Dilma é incompetente e teimosa.
A dívida pública do Brasil quase triplicou, e está prestes a explodir, devido às altas taxas de juros. O boom da exportação de minerais e agro-commodities, que impulsionaram a popularidade de Lula, pode acabar a qualquer momento, especialmente se uma crise pesada atingir o dólar. O nível de tributação no Brasil é um dos mais altos do mundo, com 40,5%, e a burocracia, com 85 diferentes impostos na última contagem, é astronômica. Eles não serão mais capazes de aumentar os impostos para sustentar os vagabundos empregados do governo e a alta corrupção.
Quando o governo quebrar, as ajudas sociais que apoiaram a popularidade de Lula estarão em risco. Sem o crescimento das exportações, haverá menos postos de trabalho, e é possível que nós venhamos a ter tumultos e protestos. As coisas têm sempre sido muito fáceis neste país, onde o alimento cresce até nas rachaduras na calçada.Talvez já esteja na hora de os brasileiros amadurecerem pelo sofrimento. PS: Opai de Dilma era búlgaro.Ele fugiu de seu país porque era comunista perigoso, ativista. Surpreendentemente, no Brasil, tornou-se um capitalista e muito rico. Dilma teve uma vida burguesa privilegiada, vivendo em uma casa grande e estudando em escolas privadas. É sempre muito bom fazer parte da elite comunista.