30.8.10

Político renuncia antes da nomeação

Supostas doações ilegais recebidas de um empresário fizeram o primeiro-ministro designado da Coreia do Sul, Kim Tae-ho apresentar sua renúncia, antes mesmo que o Parlamento sul-coreano votasse oficialmente sua nomeação. "Apresento minha renúncia com a ideia de que não deveria ser um obstáculo para que o presidente leve a cabo seus assuntos de Estado", disse Kim em mensagem por televisão.
Uma posição ética tomada exatamente como ocorre no Brasil. Nós não temos políticos corruptos nomeados ou eleitos, pois todos os vereadores, prefeitos, deputados, governadores, senadores e ministros estão absolutamente “limpos”, sem máculas, sem processos, sem falcatruas cometidas, sem passados comprometedores.

Aliás, nem sei para que inventaram a tal lei dos "Fichas Limpas"!
Políticos de países evoluídos são assim mesmo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário