19.7.10

Rede Globo e suas “matérias exclusivas”

O programa "Fantástico" de ontem levou aos telespectadores uma “entrevista exclusiva” do goleiro Bruno, gravada no avião que o transportava às autoridades mineiras.
O que se percebeu foi uma câmera colocada abaixo do nível usual em que se colocam câmeras (altura das cabeças), provavelmente instalada estrategicamente em alguma sacola, indicando que a gravação talvez tenha sido feita sem o conhecimento do goleiro suspeito do crime da amante.
Ficam no ar várias dúvidas:
- Quem fazia as perguntas ao goleiro Bruno?
- Por que os policiais que o escoltavam permitiram esta entrevista?
- Como a fita chegou à Globo, se partirmos da suposição de que não havia um jornalista da empresa a bordo?
- Neste caso, houve pagamento de propina a algum policial?
- Por que é a rede Globo a eterna beneficiada com estas matérias exclusivas?

Nenhum comentário:

Postar um comentário