7.7.10

Candidata assinou projeto sem ler!


A Folha de São Paulo apurou que a candidata-terrorista do PT, Dilma Rousseff assinou, página por página, o tal programa de governo marxista-comunista-socialista que prevê, entre outros quesitos, tributação de grandes fortunas, redução da jornada de trabalho e o combate ao monopólio dos meios eletrônicos de comunicação.
O documento que embute reivindicações das alas mais esquerdistas do PT, aprovado em Congresso nacional do partido em fevereiro, foi protocolado anteontem no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e trazia a rubrica de Dilma em todas as suas páginas. Esse foi o primeiro projeto, extremamente radical, apresentado pelo partido junto com o registro no TSE e que foi substituído logo depois, devido às repercussões negativas que causou. Apurou-se, porém, que o documento inicial foi enviado ao TSE de forma deliberada e que o recuo se deu devido a reações dentro da própria campanha.
Questionada, a candidata-terrorista provavelmente mentiu ao afirmar – como fazem todos aqueles que são apanhados com a boca na botija - que em meio a toda a papelada de registro da candidatura, ela acabou assinando o projeto sem se dar conta do erro.
Eis o grave perigo rondando nossa democracia. O PT, que abriga incontáveis radicais de esquerda, quer a todo custo transformar o Brasil em uma nova Cuba, uma nova Venezuela, uma nova Bolívia – com o que aqueles países possuem de pior – através de programas ditatoriais e esquerdistas, regredindo na História para os tempos do Muro de Berlim, de Stálin, da miséria e do atraso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário