18.6.10

A literatura ficou mais pobre

"Sempre chega a hora
em que descobrimos
que sabíamos muito mais
do que antes julgávamos"
José Saramago
16/11/1922 - 18/06/2010

3 comentários:

  1. Saramago está com Deus (desejo eu). Um Deus em Quem ele não acreditava. 'O Evangelho Segundo Jesus Cristo' é uma manifestação antireligiosa. Em 'Ensaio sobre a Cegueira' há uma escolha,que é de natureza ética,política e ideológica:deixados à própria sorte,somos uns monstros. Saramago faz a apologia da morte:acredita que um partido tem de ser o olho dos cegos.Tem uma visão autoritária,tirana mesmo ,do mundo. Acha que a humanidade não tem direito à vida. Sempre pede o extermínio de seus inimigos em nome da 'humanidade'como seus ídolos fizeram: Stálin matou 35 milhões de pessoas, Mao Tsé Tung matou 70 milhões, Pol Pot matou 3 milhões. Em uma ilhota de 11 milhões de habitantes,Fidel Castro já matou 97 mil pessoas.. Hitler cometeu genocídio,holocausto, em nome da eugenia,da purificação da raça... Eu acredito em Deus,eu acredito no Sagrado.Acredito na Compaixão, no Amor e na Bondade.Eu tenho Fé.Acredito que a Fé nos tira do desespero e da morte em vida,e é sempre libertadora.Acredito que Deus está nos mínimos detalhes e que nunca estamos sós.Ele nos cuida.Mas nós devemos sempre nos aprimorar,e isto supõe trabalho,disciplina,dedicação,virtude. Por fim-refutando as críticas comunistas de Saramago, -devo dizer que o modelo 'neo-liberal' tirou mais pessoas da miséria em 20 anos do que os 200 antes do capitalismo. E isto não é Fé,é Estatística. Que Saramago descanse em paz,e que tenhamos sempre uma Democracia de verdade,onde Saramago possa até falar mal de Deus e onde EU possa criticar o comunista Saramago e a todos aqueles que tramam o meu extermínio em nome da Humanidade e do Partido.

    ResponderExcluir
  2. "A Literatura ficou mais pobre." Será? A Literatura é uma das Artes mais respeitadas.E a Arte tem uma função:deleitar,fazer pensar, despertar em nós mesmos as verdades que em nós mesmos jaziam adormecidas.Verdades que contribuam para tornar a vida melhor,nem que seja pela consciência daquilo que faz a vida ser pior. Segundo Artaud,"A Arte não é a imitação da vida.A vida é que imita alguma coisa essencial ,com a qual a Arte nos põe em contato." Só é Arte se nos põe em contato com essa 'Coisa Essencial' que a vida imita.O que a vida imita?O que vem a ser essa 'Coisa Essencial'? Acho que a vida imita ,embora de maneira tão imperfeita,a idéia daquilo que seja o Divino,o Sagrado.A Arte nos põe em contato com o Sagrado,nem que forem apenas fagulhas do Sagrado.A Arte sempre nos deve fazer melhores,mais lúcidos,mais conscientes,mais perto da Verdade Maior.O contato,o vislumbre do Sagrado nos coloca em estado de graça,porque 'triscamos',por um átimo de segundo que seja,com a idéia do que seja Deus.

    ResponderExcluir
  3. Parece que as opiniões sobre Saramago não são alvissareiras: o "L'Osservatore Romano", jornal oficial do Vaticano, atacou duramente o escritor português, que morreu na sexta-feira aos 87 anos na Espanha, chamando-o de "populista extremista" e de "ideólogo antirreligioso" em sua edição deste domingo. O órgão oficial do Vaticano critica com virulência o Prêmio Nobel de Literatura, que era marxista e ateu.
    O "L'Osservatore Romano" o definiu como "um ideólogo antirreligioso, um homem e um intelectual que não admitia metafísica alguma, aprisionado até o fim em sua confiança profunda no materialismo histórico, o marxismo".
    "Ele dizia que perdia o sono só de pensar nas Cruzadas ou na Inquisição, esquecendo-se dos gulags, das perseguições, dos genocídios e dos samizdat (relatos de dissidentes da época soviética) culturais e religiosos", indica ainda o jornal do Vaticano em seu editorial.

    ResponderExcluir