24.5.10

Veja para onde vai seu imposto



Juliane Santos Oliveira, de 23 anos, foi flagrada entregando R$ 200 em dinheiro e o cartão do Bolsa Família, com crédito de R$ 90, para Maria José dos Santos, que teria realizado um aborto em clínica clandestina no município de Nossa Senhora do Socorro, na região metropolitana de Aracaju, em Sergipe.
Sabe de onde saiu o dinheiro? De um cartão do programa federal Bolsa.
De acordo com a Polícia Militar (PM), a “bolsista” estava grávida de cinco meses e foi detida logo após o aborto. A executora do aborto também foi presa junto com outras quatro pessoas enquanto aparentemente sepultavam e tentavam esconder o feto.
Caro pagador de impostos: saiba que não existe o menor controle em relação à distribuição e utilização dos cartões fornecidos pelo governo federal para as Bolsas-Família, Bolsas-Escola, etc. Vagabundagem, jogo, bebidas, drogas e agora até aborto são pagos por você, leitor, que se mata de trabalhar, sua a camisa, é obrigado a mandar anualmente sua declaração de renda, vira-e-mexe é multado e ainda se vê obrigado a sustentar uma cambada de malandros e aproveitadores de má-fé.

Nenhum comentário:

Postar um comentário