10.1.10

Jornalistas nota zero

Erros de português e de concordância continuam aparecendo em abundância nos jornais de Londrina. Estes dois são de hoje (10.01):

No Jornal de Londrina:
“A professora que conversou com o JL por telefone ainda narrou estratégias que ocorrem nos bastidores das escolas para evitar que alunos reprovem. Segundo ela, é comum...”
Para evitar que alunos reprovem o quê? Reprovem quem? A redação certa seria ”para evitar que alunos sejam reprovados”.

Na Folha de Londrina, o erro foi atroz: “Sanchez decreta: Acabou os reforços”. Aqui nem cabem comentários, o jornalista precisa voltar ao curso fundamental para aprender ou reaprender o idioma.

E assim vai-se jogando para o fundo do baú a nossa pobre e maltratada língua portuguesa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário