22.1.10

Experiências paulistanas

Passei uns dias em São Paulo, minha cidade natal.
Ontem, dia de voltar para Londrina desde Itanhaém, os meus piores pesadelos se concretizaram ao vivo e a cores. O trânsito estava inteiramente estagnado, congestionamentos monstros, acessos impossíveis. Chegar à Castelo Branco era desestimulado pelos repórteres das rádios.
Demoramos uma hora e meia para percorrer o caminho entre a Ricardo Jafet e uma saída alternativa que me levasse às estradas rumo ao Paraná.
Escolhi a Raposo Tavares, para tentar chegar ao Rodoanel. Neste, avistei também filas de caminhões parados, queimando combustível e poluindo a atmosfera.
Finalmente, a opção foi seguir até São Roque e alcançar o km 53 da Rodovia Castelo Branco.
Assim fica mais fácil explicar o porquê do alto número de infartados em São Paulo. Número onde me incluo.
Arghhhhhhhhhh!
Foto: Futura Press

Nenhum comentário:

Postar um comentário