27.1.10

“Americanês” na publicidade (continuação)

Data Sheet: Cartão contendo informações e dados efetivos sobre produto e seu desempenho.
Dead Line: Prazo limite da entrega de um trabalho.
Extrapolation: Projeção de uma serie de dados históricos e de mercado, da qual se pode deduzir uma tendência futura.
Fade in/Out: Aumentar e diminuir o volume do som ou a nitidez da imagem; Processo de passar de uma cena para outra.
Feedback: Retorno de determinado anúncio, campanha, ou pesquisa.
Feeling: Capacidade assimilar.
Fix: Desarranjos e desastres de um lançamento de um produto.
Free Lance: Trabalho feito fora de horário de serviço; Trabalho encomendado fora da agência; Serviço extra.
Free Lancer: Pessoa que trabalha para uma agência sem ser empregado direto.
Freez: É uma parada de cena no filme. Cena que, durante o anúncio, congela, parecendo mensagem ou letreiro, ou ainda o logotipo do patrocinador. (Adaptado de "freeze")
Gag: tropeço do locutor(a) durante apresentação de comercial.
Gatefolder: Encarte desdobrável, cujo formato, quando aberto, geralmente é maior que o da revista.
Handout: Folheto barato para ser distribuído em exposições e eventos de mercado segmentado.
Hand-Sell: Ato de repetir pelo menos seis vezes o nome do produto em anúncio, filme, spot ou jingle.
House: Departamento de criação publicitária dentro de uma empresa, que funciona como agência, podendo inclusive atender a outros clientes. (Adaptado de "house-agency")
Insight: O mesmo que Eureka, achei. Súbita descoberta de algo quando está se criando uma peça publicitária.
Jingle: Música composta e criada para uma determinada campanha ou produto.
Job: Pedido de serviço gerado a partir do Briefing.
Kick-back: Picareta, pilantra da propaganda. Ovelha negra da classe.
Layout: Segunda fase de um esboço de um anúncio, a ser mostrado para o cliente anunciante. A primeira fase é o rough, também conhecida no Brasil por suas formas aportuguesadas raf e rafe.
Layoutar: Fazer o layout, ato de executar ou criá-lo.
Leg: Arte com ilustração sexy.
Linkagem: Relação entre peças publicitárias.
Make up: Maquiagem de um produto para fotografia ou filme.
New Release: O mesmo que Press Release.
Off: Diz-se para definir uma locução de comercial de TV/Cinema, onde não há aparição do locutor.
One short: Peça publicitária de grande impacto criada para ser veiculada uma única vez.
Press Release: Notícia de interesse do cliente ou da agência, enviada para ser publicada na imprensa em seus mais diversos meios.
Profit: Margem de lucro.
Prospect: Perspectiva de algum faturamento; Possível comprador ou interessado; Pessoa a quem se endereça a mala direta; A apresentação de uma para ganhar uma nova conta.
Pull: Estratégia de marketing destinada a tirar os produtos da prateleira de qualquer jeito.
Rafe: Forma adaptada foneticamente do termo inglês rough.
Recall Test: Recordação, nível de memorização de uma campanha, filme ou peça publicitária.
Run: Duração de uma impressão.
Slogan: Frase curta e de efeito e que, por força de ser repetida intensivamente, consagra um produto ou um serviço.
Story Board: Coluna destinada as falas e anotações do som; pode ser também coluna do script de rádio onde estão textos e som.
Take-one: Espécie de folder, sem dobra, para a colocação em display, de produção mais sofisticada que os panfletos comuns. Com apenas uma lâmina, de tamanho reduzido e textos objetivos e simples, trazendo normalmente, mensagem de impacto como título.
Target: Público alvo.
Voucher: Exemplar gratuito, mandado ao anunciante para comprovação de veiculação.
Zoom: Aproximação de câmera, ao máximo, de um mínimo de distância.

Fonte: A TERMINOLOGIA DA PUBLICIDADE
Nelly Carvalho (UFPE)

Nenhum comentário:

Postar um comentário