28.9.09

Lula apóia a agressão a Israel

O governo do Irã anunciou nesta segunda-feira um segundo dia de testes com mísseis balísticos que, segundo analistas, podem alcançar 2.000 km --o suficiente para atingir Israel e as bases americanas no Golfo. O anúncio chega apenas três dias antes da rara reunião entre Teerã e seis potências (Estados Unidos, Reino Unido, França, China, Rússia e Alemanha) para um diálogo nuclear e pressão renovada (da Folha São Paulo).
O inacreditável nessa história é que o presidente brasileiro virou amigo do agressor iraniano Ahmadinejad, aquele que alega nunca ter ocorrido o Holocausto e, pior, pretende recebê-lo no Brasil. Como Lula nunca “çabe” de nada, está novamente embarcando no bonde errado da História. Ele precisa tomar cuidado para evitar que um míssil lhe caia na cabeça...

Nenhum comentário:

Postar um comentário