26.8.09

Jogo de cena: o suplício

Creio que a maioria dos senadores poderia trabalhar também como atores, o que seria, aliás, uma atividade muito mais nobre e cujos resultados financeiros dependeriam única e exclusivamente do trabalho de cada um. Casa cheia, dinheiro no bolso. Já casa vazia...
Pois o senador Suplicy, que alguns chamam de suplício – com certeza reflexo da obrigatoriedade dos seus pares de ouvirem seus sonolentos discursos -, fez novo jogo de cena, desta vez se fingindo de bravo com o sarney.
O jogo de cena de Suplicy nada mais é do que uma artimanha política para fortalecimento do seu próprio nome, pois ano que vem teremos novas eleições, e aí...
Por que ele não fez o mesmo na época do Mensalão?
Por que não fez o mesmo na época do Severino?
Por que não fez o mesmo na época do Renan?
Seria por medo do seu mafioso chefão supremo, o Ali-Lulá?
Um colega ofereceu suco de maracujá para acalmá-lo.

Depois dessa encenação, quem precisa de suco de maracujá sou eu!

Nenhum comentário:

Postar um comentário