13.8.09

Dilma Rousseff, ex-guerrilheira e suposta mentirosa

Tudo indica que a ministra lulista mentiu ao afirmar que não se avistou com a ex-secretária Lina Maria Vieira. Em entrevista à Folha no domingo, Lina disse que, no final do ano passado, foi chamada para uma reunião reservada com Dilma no Planalto. No encontro, segundo Lina, a ministra pediu para acelerar a auditoria que, por decisão da Justiça, o fisco faz nas empresas da família de José Sarney (PMDB-AP), dirigidas pelo filho mais velho do senador, Fernando. Agora a chefe de gabinete do secretário da Receita Federal, Iraneth Dias Weiler, corroborou detalhes das declarações
Enfim, o que seria de se esperar de uma mulher que já foi guerrilheira, participou da luta armada, fez parte do pessoal que soltava bombas matando inocentes e que sequestrou pais de família absolutamente alheios à guerrilha esquerdista?

9 comentários:

  1. Terrorista, assaltante e sequestradora!!!!

    ResponderExcluir
  2. alguém que lutou pela democracia e contra a tirania da ditadura militar!
    Só queria entender como as pessoas tem acesso a essa ficha se os arquivos da ditaduras nunca foram abertos??

    ResponderExcluir
  3. Sr. Anônimo: a ditadura militar só surgiu porque gente como Dilmas, Zé Dirceus, Jangos e outros comunistóides quiseram estabelecer uma nova Cuba no Brasil. Acharam bonitinho o que o guerrilheiro Fidel Castro aprontou em Cuba.
    Toda ação provoca uma reação contrária. Estude nos livros de História do Brasil (não os redigidos pelos esquerdistas, mas os dos historiadores descomprometidos da época) o que provocou e o que sucedeu após a chamada Intentona Comunista de 1964.
    Quanto aos arquivos da Dilma, estão na internet para quem quiser ler. É lamentável que o PT queira reescrever com mentiras sobre mentiras a nossa verdadeira história.

    ResponderExcluir
  4. Só uma correção, a Intentona foi em 1935. Aquela gente não lutava por democracia e sim por um regime comunista que o povo brasileiro nunca quis. Daí o fracasso de suas tentativas. Não tivessem pego em armas e afrontado as forças armadas, não teríamos passado 21 anos de ditadura militar.

    ResponderExcluir
  5. Caro Hudson,
    Agradeço seu comentário. Eu é que tomei uma "liberdade literária" ao nomear aquele novo golpe dos esquerdistas em 1964 de outra "intentona". Na verdade, foi o que tentaram NOVAMENTE!. E vão tentando repetidas vezes em nosso país. Veja só a turminha brava que está no poder.

    ResponderExcluir
  6. Então a ditadura e o golpe militar surgiram pra afrontar quem lutava por democracia...legal!
    Na posição de cientista social, além de ter estudado a história dessa época no Brasil,fico realmete apavorado com esses comentários...

    ResponderExcluir
  7. Nelson: eu não precisei estudar a história dessa época no Brasil, eu a vivi.
    Conheci muitos "cientistas sociais" da PUC que amavam as esquerdas - muitos deles já abriram o olho para a realidade de hoje e entendem o que se passa ao nosso redor.
    Enquanto eu trabalhava e suava a camisa, os esquerdistas como Dilma e Cia. aprontavam - o que vocês chamam de "combater a Revolução" - e os não esquerdistas chamavam de dar um basta a mais uma tentativa de implantar o comunismo em nosso país.
    Claro que a ditadura militar que se seguiu passou dos limites.
    Como cientista político, você deve saber: toda ação sofrerá sempre uma reação contrária. Os excessos não são previamente mensuráveis. Mas comunismo aqui no Brasil não é para mim! Xô!

    ResponderExcluir
  8. É necessário procurar entender que, naquela época, o Capitalismo (USA) e o Comunismo (URSS) procuravam o domínio político mundial. Não conseguindo o poder via política (eleição), tentaram via "armada". É preciso lembar que tanto a OAB e a CNBB e mais entidades civis foram quem pediu a intervenção das FFAA. Penso que os militares deveriam, logo após a tomada, entregar o poder via eleição, impondo a exeção do "comunismo". Sugiro (para quem é a favor do comunismo) que leiam o livro "Arquipélago Gullag", de um escritor russo que ficou 12 anos preso por falar contra o regime do seu País. No governo Lula já tentaram botar mordaça no judiciário, na imprensa, etc... prestem atenção que voltarão à carga... Que Deus nos proteja!

    ResponderExcluir
  9. a verdade è que eram tao torpes que nao sabiam ao certo o que era comunismo, charlatnismo ou budismo, mas seguiam os modismos, enquanto os americanos sugavam nossos recursos. a la mierda com militares ou comunas, hoje somos democracia consolidada e devemos valorizar quem tem melhores programas e saibam debater politica, coisa que o PSDB nao sabe, o que demostra que a esquerda ex comuna evoluiu, e a direita facista estancou.

    ResponderExcluir