24.7.09

Plano de Governo de Londrina

Lembrei-me dia desses que, há várias eleições, o Brizola lançou-se como candidato a presidente. Preparei, por brincadeira, um livrete com a foto dele na capa e o título “Brizola – Plano de Governo” e fui mostrando aos amigos. Quando eles abriam o livrete, só encontravam páginas e mais páginas em branco.
- Mas cadê o Plano de Governo do Brizola? – perguntavam-me
- É exatamente esse – eu respondia – Não existe nenhum!
Essa lembrança me ocorreu observando aqui em Londrina o prefeito Barbosa Neto colocando seu plano de governo em ação. Não existe nenhum plano!
Londrina é uma cidade privilegiada de 500.000 habitantes, nem pequena demais para sofrer com problemas de arrecadação insuficiente, nem grande demais para apresentar problemas inadministráveis. Uma cidade rica, com largos investimentos na construção civil, moderna, famílias morando em condomínios horizontais luxuosos, carrões, escolas invejáveis, várias universidades, shoppings, lojas, Londrina exala poder e dinheiro. Seria um laboratório perfeito para um Administrador com “A” maiúsculo exercer a prática política, com excelentes idéias e grandes realizações.
No entanto, o que se vê é mais um prefeito repetindo historicamente exatamente a velha rotina que já veio sendo realizada há anos. Tapando buracos com a mesma massa asfáltica de 1970, que se dilui às primeiras chuvas. Discutindo apenas hoje o problema de tarifas de transporte público, situação que se arrasta há anos, sem planos concretos para resolver o impasse. Assistindo de longe os mesmos postos de saúde entulhados de doentes, esperando em filas enormes para serem atendidos.

Vazio de idéias arrojadas quanto a turismo, a investimentos, a parcerias, a propostas, a soluções, ao novo.
O prefeito já teve por duas vezes a oportunidade de preencher as páginas em branco da sua proposta de governo: foi candidato no 1º. turno (derrotado) e foi novamente candidato no 3º. turno, quando venceu a eleição. Chegou ao poder com as páginas do seu programa totalmente em branco.

Completam-se agora quatro meses de gestão - e de novo, novo mesmo, existe apenas o rosto do prefeito.
É uma pena.
Sou de opinião que todos os candidatos a cargos públicos (e dirigentes de clubes de futebol) deveriam obrigatoriamente passar por um curso de gestão administrativa. No mínimo, para aprender a montar um plano de governo.
Pois do jeito que as coisas caminham, o brasileiro já está se cansando em ver capas com fotos de candidatos a cargos eletivos, acompanhadas do título “Plano de Governo”... mas com páginas e mais páginas absolutamente em branco.

Nenhum comentário:

Postar um comentário