25.6.09

Cannes: "peças-fantasma"

Segundo alguns publicitários brasileiros, o Palais do Festival de Cannes está atulhado de “peças-fantasma” competindo por prêmios de criação. Há informações de que muitas dessas peças são brasileiras. Para quem não sabe, as "peças-fantasma" são criações que não foram veiculadas na mídia e, pior, algumas nem foram solicitadas pelos clientes. Foram inscritas apenas para tentar abiscoitar prêmios.

Um comentário:

  1. Cara. As peças para participarem dos festivais, como o de Cannes, precisam ter um documento comprovando a veiculação de qualquer forma. O que acontece é que essas peças são veiculadas apenas uma ou duas vezes em publicações de de baixa tiragem e custo menor. Muitas vezes são bonificações que é ganha pela agência ou mesmo bancadas por elas. É uma forma de investimento não? A agência ganha visibilidade. E acredito que quase totalidade das vezes, o cliente está ciente da peça e topa veiculá-la. Mesmo porque se a peça estiver fora do posicionamento da empresa, a agência corre o risco de perder a conta. O que na minha opinião, não é o que ela quer. E por fim, não vejo problema algum da agência oferecer uma idéia para o cliente, porque isso significa que ela sempre está pensando e sugerindo idéias para o cliente. E isso também significa um custo para a agência.

    ResponderExcluir