30.5.09

Cotas, discriminação e 3º mandato


Não bastassem as discussões sobre cotas para inclusão das minorias nas universidades brasileiras, o que vem acarretando acirrados debates sobre discriminação racial e social, surge agora mais uma vertente que pode ser incluída na mesma panela.

Pois um deputado do Sergipe, de nome Jackson Barreto, (você alguma vez já ouviu falar nesse cara?) entrou com uma proposta de emenda constitucional para permitir um 3º mandato ao Lula, agindo, segundo ele, “em nome do Nordeste”.

Na última eleição há dois anos, notou-se claramente uma divisão pró e contra Lula. Ele recebeu maior votação no Nordeste, onde a distribuição das tais bolsas isso e bolsas aquilo é farta, sem controle e eleitoreira, enquanto que no Sudeste e no Sul a oposição foi mais votada.

Eu já considero essa proposta do tal deputado discriminatória.

Vamos repensar na divisão do Brasil em duas partes. O Nordeste do tal deputado fica com o terceiro mandato do Lula e o Sul e Sudeste tratam de eleger um novo presidente, respeitando a constituição.

Ao mesmo tempo também deverão ser mantidas nas duas novas divisões do país os respectivos impostos e PIBs. Assim, teremos finalmente a chance de criar um Brasil tipo Suíça no Sul e Sudeste enquanto Lula continuará distribuindo as tais bolsas-esmolas com a arrecadação proporcionada pelo Norte e Nordeste. Se é que lá existe arrecadação suficiente para tanto.

Isso seria considerado discriminação ou justiça?

Nenhum comentário:

Postar um comentário