31.3.09

Soltando pums no elevador. Comercial de tevê

video

É imprescindível ligar o som!

Violência nas escolas



A TV Record exibiu agora de manhã um trecho de reportagem que faz parte de uma série sobre a violência nas escolas, principalmente da periferia de São Paulo.

Uma cena foi estarrecedora: um pivetinho, com metade do tamanho do diretor da escola, xingando-o, fazendo ameaças com o dedo em riste, por não poder frequentar mais as aulas, expulso que foi por atitudes violentas.

E pior: após mostrarem algumas cenas de professores que desistiram da atividade pedagógica por medo, por causa da doença do pânico, por insônia ou por desequilíbrio psicológico, algumas mães entrevistadas ainda falaram mal das escolas, ignorando imbecilmente (se é que se pode dizer assim) que a culpa pela situação é delas mesmas. São famílias desestruturadas, que não oferecem educação, orientação, diálogo, ensinamentos, moral, ética, amor, religião, ou seja, o mínimo que se possa esperar para quem coloca filhos no mundo.

Assim, essas mães e pais imaginam que seja obrigação unicamente das escolas proporcionarem aos filhos as bases da educação que caberiam à família.

Eu não vejo soluções a curto prazo, pois essa situação faz parte de uma engrenagem social arrebentada, com políticos e educadores perdidos e sem norte, que tentam remendar o problema aqui e ali com soluções aleatórias e inúteis.

30.3.09

Habemus praefectus


Cumpri o obrigatório “dever cívico” de votar no inédito 3º turno das eleições para prefeito em Londrina. Apesar do calor. Apesar da má-vontade. Apesar da perda de tempo. Eu não queria. Mas depois a lei me faria perder muito tempo atrás de documentos, multas. etc. Democacia é assim mesmo.

Fiz o que mais de 28% dos londrinenses não fizeram. Essa foi a porcentagem de votos brancos, nulos e abstenções. O que mostra que não era só minha a má-vontade.

Foi eleito um ex-radialista bem falante, que botou óculos para aparentar ser um bom menino e que conseguiu cativar aqueles que esperam milagres do novo, do desconhecido. Como nós, brasileiros, já experimentamos com o expurgado e famigerado Collor, ex-desafeto do Lula, agora lulista assumido e que já paira novamente sobre nossas cabeças tramando não sei o quê.

Então ficou o seguinte:

- no primeiro turno ganhou Belinatti, com Hauly em 2º e Barbosa em 3º;

- no segundo turno ganhou o Belinatti;

- logo em seguida este foi cassado pelo TSE;

- assumiu um prefeito tampão, que para isso desmanchou acordos anteriores entre partidos e conseguiu ser nomeado presidente da Câmara dos Vereadores;

- agora, um porém: é possível que o Belinatti, aquele que ganhou no 2º turno e foi cassado, ganhe o processo na justiça cível, para onde ele foi encaminhado por sugestão do próprio presidente do TSE;

- e se isso acontecer, todo o esforço e o dinheiro gasto pelos candidatos e pelo TRE (é dinheiro nosso, não se esqueça) no 3º turno irão para o lixo e nada terá validade.

Isso chama-se imbróglio. As vítimas? Somos nós, como sempre.

Londrina, que alguns chamam de “a pequena Londres”, de parecido com aquela cidade só tem o nome.

Com vocês... a orquestra de garrafas

video

Vale a pena esperar alguns segundos a mais para abrir este arquivo. Repare na afinação.

28.3.09

Cão inteligente. Comercial inteligente

video

Comercial da Cerveja Heineken. Au Au! Saúde!

27.3.09

Mulher, vista por engenheiro

Clique na imagem para ampliá-la

Mudança de hábitos


26.3.09

Campeões de tênis-de-mesa

video

Esse não é um simples ping-pong. É um jogo entre campeões. As jogadas são incríveis!

Esconde-esconde

Você se lembra da velha brincadeira de esconde-esconde que fazia parte da nossa infância?
Parece que ela está de volta (a brincadeira, não a infância), sob a forma de fones de ouvido para músicas MP3, MP4 e seus derivados, nas mãos de adolescentes e adultos.
Fazendo caminhadas ou corridas pelos parques, andando pelas ruas, é cada vez maior o número de pessoas que se utilizam desse equipamento.
Esse é o jogo moderno de esconde-esconde. Uma forma de as pessoas não se comunicarem, não cumprimentarem, não trocarem um mero sorriso ou um abano de cabeça. É o jeito que encontraram para se mostrarem anti-sociais, evitando contatos e conversas, escondendo ou sua timidez ou sua arrogância. Freud (ou o seu psicólogo da vez) explica.
Da mesma forma, sob a desculpa de que não querem ficar expostos a assaltos, as pessoas estão colocando aquela película escura nos vidros dos carros. Assim, não são obrigadas a cumprimentar ninguém, nem seus vizinhos, nem outros motoristas, nem outrem.
É a infeliz maneira moderna de se deliciarem com o jogo de esconde-esconde.
E assim a humanidade vai regredindo na sua convivência social. Agora é cada um por si.
Que pena!

25.3.09

Não tem preço!

video

Da série Mastercard. Veja que produção caprichada.

24.3.09

Caixa preta e inviolável no Senado

Como já se suspeitava, a transparência na organização funcional do Senado recebe NOTA ZERO!
Até agora, ninguém – nem os próprios senadores – sabem quantos “diretores”, ou “secretários” ou “suplentes de secretários” lá trabalham (ou não) e quanto recebem de polpudos salários.
Nunca as expressões aspones, gepones e dipones caíram tão bem como para esses felizardos apadrinhados.
E como já se suspeitava, o bigodudo presidente do Senado novamente se lambuzou em uma enorme banheira de vaselina e escorregou de banda. Não sabe de nada, não quer saber de nada, tem raiva de quem sabe e diz que o assunto não é com ele.
Brasileiro, orgulhe-se; você com certeza é responsável por ter colocado pelo menos um dos senadores naquela casa. Eles deveriam legislar para o país, criaram pomposas comissões disso e daquilo, mas não estão nem aí para botar um pinguinho de ordem no seu ninho de desorganização. E querem que fique assim mesmo.

Adivinhe quando a caixa preta do Senado será aberta...
Meu palpite: só em 2.325, quando houver alguma hecatombe mundial.

Saudades do Fusquinha?

video

Este comercial é do Fusca 1961 - ou de mil novecentos e preto e branco. Foi o maior objeto de desejo da época. Eu mesmo tive um 61 amarelo, uma beleza! Note que nesse comercial estão apregoando as vantagens que o carro oferecia para a polícia. O começo e o final do comercial foram filmados no Vale do Anhangabau em São Paulo.

Esposa traída?

video

Comercial de oficina (funilaria) de automóveis.

A propósito, sua esposa sabe distinguir qual é o carro que você utiliza?

23.3.09

Alckmin, boi de piranhas?

Não vejo o menor sentido, mas já estão aparecendo pesquisas sobre as preferências dos eleitores para as eleições de 2010.

Segundo o Datafolha, Geraldo Alckmin do PSDB, que foi derrotado já no primeiro turno da eleição do ano passado para prefeito de São Paulo, é o preferido dos paulistas na corrida para governador. Segundo a pesquisa, o atual secretário de Desenvolvimento do governador José Serra (PSDB) teria entre 41% e 46% das intenções de voto - sempre na liderança - em todos os cenários em que ele foi citado.

Como os políticos usam de estratégias e estratagemas, me pergunto se o Alckmin não estaria, inocentemente, se prestando a ser boi de piranhas e quando chegar a hora da verdade das eleições ele estará atrapalhando algum outro candidato, como chegou a fazer com o atual prefeito de São Paulo, Kassab, que o derrotou na hora “H”.

E você ainda reclama do trânsito?

video

Esquina em Saigon. Nem os paulistanos, que vivem um tormento diário no trânsito, conseguiriam dirigir por lá.

22.3.09

Ousado comercial alemão para teatro

video

Tradução: todo dia é dia de teatro. Escolha um.

20.3.09

Manchetes que mudariam o mundo


Pacto no Oriente Médio: Irã, Jordânia, Palestina, Iraque, Egito e Afeganistão aliam-se a Israel e aos EUA

EUA acaba com o bloqueio a Cuba e ambos tornam-se países irmãos

Coréia do Norte e Coréia do Sul transformam-se em uma só Coréia democrática

Chavez entrega o governo da Venezuela à oposição

China transforma-se em país liberal

Paraguai, Bolívia e Colômbia conseguem acabar com o narcotráfico

Termina a miséria e a doença em todos os países da África

Reflorestamento mundial supera todas as metas. Geleiras voltam a aumentar de tamanho

Descoberta medicação que acaba com qualquer tipo de câncer

Sobram empregos no mundo todo

Brasil reduz seus deputados federais para a metade, nenhum político com ficha suja foi eleito e o país acaba com a corrupção

Aí eu acordei e descobri que o Irã soltou uma bomba de longo alcance, 42 pessoas morreram na explosão de carro-bomba no Iraque, terroristas do Afeganistão agem em Londres, Fidel Castro ressurgiu mais vivo do que nunca e exonerou seu irmão em Cuba, Coréia do Norte declarou guerra ao Japão, morrem cada vez mais africanos por causa da AIDS e das guerras entre etnias rivais, o desmatamento aumentou, as geleiras diminuíram, cada vez mais gente perde a luta contra o câncer, o desemprego cresceu e no Brasil... no Brasil a corrupção rola solta no Senado, na Câmara dos Deputados, no Executivo, no Judiciário, nos Estados, nos Municípios, nas autarquias, nas ruas, nas............

Acho que vou continuar dormindo.

Mulheres ao volante. Fique longe!

video

... e não sei de onde surgiu uma pesquisa afirmando que as mulheres são mais cuidadosas ao dirigir do que os homens!

19.3.09

Veja este comercial

video

Comilão do Caribe

Tudo indica que esse aí encontrou a verdadeira felicidade. Está fazendo o que gosta, sua mulher não está por perto para criticá-lo e o nome do barco foi criado em sua homenagem. O que mais me intriga é que o barco não afunda!


18.3.09

Sarney, Sarneyzinha, Murad, Mutreta.

O blog do Josias informa que Tião (Tião Viana, PT) se sentiu alvejado pelo grupo de Sarney e decidiu contar "tudo o que sabe" sobre o Senado.
"Me acusam de algo que não gerou um real de dano ao erário. Não está diante da minha filha uma mesa com R$ 1,3 milhão na gaveta, com a Polícia Federal ao redor", disse Tião.
De acordo com o blog, essa frase evoca o Caso Lunus, episódio ocorrido na campanha presidencial de 2002. "Candidata do então PFL, Roseana Sarney teve de renunciar à pretensão presidencial depois que, numa batida, a PF apreendeu R$ 1,3 milhão na empresa Lunus --tinha como sócio Jorge Murad, à época marido da filha de José Sarney", diz o blog.


Esse texto foi copiado inteiramente do Blog do Josias (Folha São Paulo).
E ainda tem gente me contestando sobre o que eu ando escrevendo sobre Sarney e Sarneyzinha!

17.3.09

Dois Paraguais? Que castigo!


Mais de 500 mil livros de geografia serão recolhidos pelo governo de São Paulo.
O livro, que leva o nome de "Caderno do Aluno", mostra o Paraguai duas vezes no mapa da América do Sul e contém uma inversão do Uruguai com o Paraguai. O erro se repete também no livro do professor.
Agora imagine você: se já estava difícil controlar as fronteiras de um Paraguai, que vive praticamente de contrabando e do comércio de veículos roubados no Brasil, como seria com dois Paraguais? Quanto lixo se acumularia nas duas fronteiras do Brasil com as duas Ciudads de Leste? Quanta dengue os dois Paraguais mandariam para a gente?
Que alívio. Ainda bem que era apenas um erro no mapa.


16.3.09

Critérios

O candidato eleito prefeito em Londrina foi cassado pelo TSE. Depois de muitas delongas (estamos em março), haverá nova eleição para decidir entre os outros dois candidatos mais votados na eleição de outubro qual assumirá o cargo.

Em outros seis municípios houve novas eleições: Joselândia, no Maranhão, Pimenteiras, no Piauí, Caetés, Lagoa Grande e Pombos, todas em Pernambuco, além de Patu, no Rio Grande do Norte.

Também em Avelinópolis, Goiás; Corguinho, no Mato Grosso do Sul; Fronteira dos Vales, em Minas Gerais; Amajari, em Roraima; e Nossa Senhora da Glória, em Sergipe estavam previstas novas eleições.

Ocorreriam ainda eleições suplementares em Estrela de Alagoas, Porto de Pedras, Mata Grande, Pariconha, Porto Real do Colégio e São José da Laje, todas em Alagoas; em Tanque D'Arca também existia a possibilidade de um novo pleito.

A situação é semelhante em Macapá, capital do Amapá; Japurá, no Amazonas, Centro Novo do Maranhão, Vila Nova dos Martírios, Bacabeira, Trizidela do Vale, Santo Amaro do Maranhão, todas no Maranhão; Claudia, Araguainha e Nova Olímpia, no Mato Grosso; Santarém, no Pará; Guapimirim, no Rio de Janeiro; Bonfim, em Roraima; Braço do Norte, em Santa Catarina; e Santa Maria do Tocantins, no Tocantins.

Por outro lado, o governador eleito do Maranhão, Jackson Lago foi cassado. Imediatamente foi escolhida a nova governadora, Roseana, a filha do senador e presidente do Senado Sarney. (leia comentários mais antigos sobre ambos neste blog).

Se você leu este texto todo, talvez possa explicar a diferença de critérios utilizados pelo TSE.

Todas as eleições em que ocorreram irregularidades serão repetidas. No Maranhão, sem novas eleições, a Sarneyzinha assume diretamente. E ainda falam que o coronelismo no Nordeste acabou!

11.3.09


Banquete quase público



Estou triste.
Não estive no mês de janeiro em Brasília.
Perdi a oportunidade de banquetear-me com dinheiro vivo ao lado dos três mil funcionários do Senado e dos gabinetes dos senadores que alegadamente fizeram horas extras.
Houve a chamada locupletação (eta palavra feia) de grana por horas extras.
Afinal, havia mais de R$6 milhões à disposição.
Não deve ter faltado nada. Vinhos de primeira, caviar, fondue, escargots, filé mignon, ervas e temperos importados. Mulheres. Compras. Viagens. Jóias. Champagne. Whiskies.

Não sei do que me arrependo mais.
Se por ser um dos palhaços que paga os impostos para essa farra.
Se por não haver escolhido a carreira do funcionalismo.
Se por ser alfabetizado e entender como transcorre toda essa mamata imoral.
Ou se por ter vergonha de ser brasileiro.
Socorro! Alguém me ajude! Estou me afogando no mar de mer.... que jorra de Brasília!
Foto:
chacompalavras.wordpress.com

9.3.09

A incompetência brasileira

Na reunião de ontem, 8 de março, da Academia de Letras, Ciências e Artes de Londrina, o Prof. Leonardo Prota, professor de Filosofia na UEL, avançou em uma análise política dos anos mais recentes de nosso país, tecendo considerações sobre políticos, corrupção e incompetência do Executivo.

Esta palestra me levou a procurar um artigo que eu escrevera em 1999, há dez anos, sob o título de “50 Anos de Incompetência Brasileira”, do qual extraio alguns parágrafos, que na época já coincidiam com as teses do emérito palestrante.

..." o Século XX pode claramente ser dividido ao meio: a primeira metade caracterizou-se um pouco mais pela ordem e progresso, lema da nossa bandeira nacional. Um povo ordeiro, religioso, honesto, empreendedor. É certo que agitações políticas, líderes populistas, revoluções civis e partidos políticos que se destacaram, pelo bem ou pelo mal, fizeram parte desse período, na incessante busca do modelo político perfeito, mas que em contrapartida foram sempre acompanhados de grandes realizações em obras, cultura e arte. Arquitetura e urbanismo tomaram forma e criaram novos espaços. A música lançou novos ídolos. O teatro nos deixou saudades do TBC de Ziembinsky, Cacilda Becker, Sérgio Cardoso. Houve a turma do modernismo na pintura e na literatura. A educação era encarada com absoluta prioridade e seriedade. Bons tempos...

Mas a partir da segunda metade do século... quanta incompetência.

As grandes cidades – e não só as capitais – tornaram-se reféns de bandidos e delinqüentes.

Zonas restritas de mananciais foram invadidas, com incessante despejo de lixo e esgoto na nossa água de beber.

Áreas de risco foram sendo rapidamente tomadas por “sem-teto” e “sem-terra”, enquanto alguns engravatados aparecem na telinha na hora das enchentes, catástrofes e mortes, com uma verborréia inócua, falsas e mentirosas promessas.

A saúde tornou-se vergonha nacional, sem prevenção, sem atendimento, nossos concidadãos morrendo nas filas.

O trânsito virou um “salve-se quem puder”, com absoluta falta de projetos, planos e estratégias – tudo pelo lucro das empresas de ônibus, das fábricas de caminhões, dos interesses privados.

Ferrovias? Nem pensar. Ao invés de desenvolvermos a rede ferroviária para esvaziar o fluxo de transporte nas estradas, trechos foram sendo desativados, exatamente no sentido contrário ao dos países desenvolvidos.

A falta de fiscalização permitiu que empresas se locupletassem das indenizações e do Fundo de Garantia de seus empregados mais humildes e muitas delas se valem ainda do serviço servil.

O meio ambiente é tratado com total hipocrisia, enquanto madeireiros, mineradores, fazendeiros e aventureiros queimam, serram, poluem, contaminam e acabam com nossas árvores, nossa saúde e nosso futuro.

Crianças menores e adolescentes trocam a escola pela bandidagem, cooptados pelos narcotraficantes, afastando-se das famílias e encurtando suas vidas para até vinte e poucos anos no máximo.

A seca no Nordeste, já presente no início do Século XX – e antes – continua sendo um instrumento político de ministros, governadores, políticos e dos ainda remanescentes “coronéis”.

A arte e a cultura acabaram sofrendo um processo de indução por parte das grandes redes de comunicação, que nos empurram as suas preferências em detrimento às nossas e impedem a população de pensar, raciocinar e se deleitar com suas preferências pessoais. Tudo virou um grande e pastoso “rap”, festival de breguice e de música chamada sertaneja.

FUNAI, Reforma Agrária, IBAMA... os noticiários apresentam essas instituições como antros de corrupção, com gente se aproveitando para levar vantagens, dinheiro e poder político.

Tudo por pura incompetência, falta de autoridade, falta de ética, de moral e de religião.

Para terminar, aí vai uma frase emprestada de um parachoques de caminhão: “O Brasil é mesmo um saco de gatos”....]

Este artigo foi escrito em 1999. Mudou alguma coisa??????

Personagem ao vivo

O Portal Funtal.com encontrou o símbolo da Michelin ao vivo!

6.3.09

Ciência e religião



Estes dois assuntos justapostos são dos mais delicados e que suscitam a maior polêmica, desde que Moisés fez abrir as águas do Mar Vermelho para a passagem dos judeus expulsos do Egito.

A evolução da ciência é palpável em todos os setores. Especialmente na medicina, que vem nos empurrando cada vez mais em direção ao futuro. Procedimentos médicos, pesquisas, equipamentos e novas descobertas estão ajudando os médicos a prolongarem nossas vidas. Doenças que nos dizimavam há 50 anos hoje estão dominadas e o nível de conhecimentos sobre o corpo humano alcançou patamares antes inimagináveis.

Abordo esse tema ao tomar conhecimento da pequena menina de nove anos que foi vítima de estupro pelo seu padrasto. Ela é ainda uma criança, que deveria estar brincando com bonecas, fazendo comidinhas imaginárias e frequentando a escola. Ao invés, ficou grávida de gêmeos!

Nesse caso, os conhecimentos da ciência indicaram a clara necessidade de um aborto, visto que o corpo da criança nem estava formado para uma gravidez de tal risco. Além disso, a lei brasileira é indiscutível: o aborto é legal quando se trata de casos de estupro.

O difícil mesmo é comentar duas bossalidades. A primeira, a figura do tal padrasto, que por sinal também estuprou a enteada mais velha. Afirmar que o cara é um animal, é pouco. Sou de opinião que esses casos devem ser resolvidos de maneira radical: castrando definitivamente o estuprador, para que ele jamais volte a praticar os mesmos crimes.

A segunda bossalidade foi praticada pelo tal arcebispo de Olinda e Recife, que determinou a excomunhão de todos os envolvidos nos procedimentos do aborto, desde a vítima, a criança de nove anos, até os médicos que dele participaram. Nota-se pelas entrevistas concedidas às emissoras de televisão que o religioso é retrógrado, tem a mente do tamanho de uma ervilha, parou no tempo, não possui conhecimentos universais (leia-se humanísticos e contemporâneos) e atém-se a um texto que está totalmente superado no Século XXI pelo desenvolvimento científico.

É inimaginável ter de se admitir que a criança, vítima de abusos, estuprada, violentada, psicologicamente abalada, que enfrentou uma série de situações assustadoras por ocasião do aborto, inocente no conhecimento sobre os seres humanos, ainda tenha de viver sua vida relegada pela Igreja, que na verdade deveria ser a sua primeira protetora e a sua segunda casa.

Quanto aos médicos excomungados, imagino que estejam se lixando com o tal padre retrógrado. Provavelmente eles estarão prontos para repetir os mesmos procedimentos em outros casos similares, tantas vezes quanto forem necessárias, colocando a ciência a serviço do ser humano.


A gravura mostra cena da "Santa" Inquisição espanhola

3.3.09

Tudo na mesma

A senadora Ideli Salvatti do PT me causa entojos.
O maluco do Fernando Collor me causa profundo mal-estar.
Essa ojeriza não é por problemas químicos. É o resultado da maneira como ambos se comportam ou comportaram.
A Ideli é a dona da verdade no PT, briga, discute e combate tudo o que não a agrade. Ou se fala bem do PT ou se enfrenta a parlapatice da senadora.
Do Collor nem é necessário falar. O Brasil inteiro o conhece.
Pois agora ambos estão se digladiando para ver qual deles assume a presidência da Comissão de Infra-Estrutura.
Agora veja só os nomes que aparecem apoiando um e outro:
Romero Jucá (vide processos contra ele em matérias anteriores neste blog).
Renan Calheiros (banido da presidência do Senado, inundado de processos)
José Sarney (o bigodudo que está estigmatizado com o “Xô Sarney!).
Você compraria um carro usado de um deles?
Você acredita que o Brasil tem condições de mudar com esse grupo?
Você arriscaria eleger (ou reeleger) um deles como presidente do Brasil?
Você acredita neles?
Tô fora!

JEB