27.2.09

Londrina: ação entre amigos


Londrina vive atualmente um momento único: conta com um prefeito interino e a população aguarda o terceiro turno das eleições. Isso porque o prefeito eleito no segundo turno foi cassado pelo STE, visto estar com mais de 80 processos nas costas, por corrupção, desvios de verba e afins.
Assumiu o presidente da Câmara dos Vereadores, por três meses. Até que ele está fazendo uma gestão produtiva e não são poucos os londrinenses que acham que ele deve permanecer no cargo.
Hoje, entretanto, o Jornal de Londrina traz uma reportagem informando que o interino nomeou 151 pessoas em cargos comissionados que, com os encargos legais, custam cerca de R$900 mil por mês aos londrinenses.
Estranho. Por que a nomeação de tanta gente por um período tão curto? Não seria possível administrar com menos comissionados? Certamente todos serão demitidos pelo novo prefeito que vai assumir em março/abril, pois cargos comissionados geralmente são distribuídos aos amigos para engordar seus bolsos e retribuir favores.
Parece que toda admiração pelo trabalho do Padre Roque (ex-padre e atual vereador e prefeito interino) foi para o brejo.
Uma pena!

Nenhum comentário:

Postar um comentário