8.9.08

O futuro prefeito de Londrina e a Sercomtel

Em Copacabana, o prefeito da cidade do Rio de Janeiro disponibilizou para a população uma rede de banda larga sem fio e sem custos, beneficiando boa parte dos habitantes e turistas que freqüentam a cidade. A Globo mostrou em algumas edições do Jornal Nacional outros municípios que proporcionaram a mesma tecnologia, fomentando o uso de computadores para a população, estudantes, pesquisadores e crianças.

Ficam então no ar algumas perguntas:

1 – O novo prefeito a ser eleito em Londrina pensa em oferecer essa tecnologia da banda larga sem fio gratuitamente para a população?
2 – O fato de a Sercomtel ter a Prefeitura como acionista bloqueará essa possibilidade, visto que a rede sem fio é uma das grandes fontes de renda da operadora?
3 – Qual o pensamento do futuro prefeito na relação custo/benefício? Oferecer a banda larga sem custo aos londrinenses (o que é ótimo para os cidadãos), vender a Secomtel ou manter a cobrança da banda larga pela empresa, para que ela não se afunde financeiramente?


Obs.: Em Londrina, o maior acionista da operadora de telefonia é a Prefeitura

Nenhum comentário:

Postar um comentário