13.8.08

Brasilidades

3.090 novos cargos
Em ano eleitoral e em uma única sessão, a Câmara aprovou a criação de 3.090 cargos no Executivo. O custo será de cerca de R$ 257 milhões por ano. "Isso não é um trem da alegria, é um transatlântico", criticou o deputado Thame (PSDB-SP). O deputado Arnaldo Madeira (PSDB-SP) fez as contas e somou com essa aprovação a criação de mais de 60 mil cargos e funções em comissão neste ano. “É a marcha da insensatez. A situação é de insegurança internacional e o país está criando cargos para a sociedade pagar. Depois reclamam da taxa de juros, quando não se faz uma política fiscal séria de controle dos gastos públicos”.

Caveirão a serviço do crime
O Jornal Nacional nos informa que o “Caveirão” (aquele veículo preto blindado com cara de Brucutu e que é utilizado pela polícia para invadir os morros cariocas) tem sido alugado a bandidos, para invadirem os morros de grupos rivais. As suspeitas são de que alguns policiais faturam “por fora” e conduzem os bandidos dentro do Caveirão até os locais indicados pelos próprios. Essa notícia só pode ser piada. Aliás, será que esqueceram de fazer a “limpa” nos morros prometida pelo governador carioca ou se intimidaram e reconheceram que a bandidagem é muito mais forte do que a polícia?

Cassaram o mandato do ex-chefe de Polícia Civil no Rio

O deputado Álvaro Lins foi acusado de envolvimento na contratação de assessores ligados à máfia dos caça-níqueis e teve o mandato de deputado estadual cassado, por quebra de decoro. Parece que o homem, ao invés de proteger a população carioca, envolveu-se com a bandidagem e usou e abusou do seu cargo. Pobre população!

Nenhum comentário:

Postar um comentário