15.7.08

Na contramão do Brasil

Nós, brasileiros, estamos tentando caminhar para frente.

Pena que exista uma grande parcela da classe política caminhando pela contramão da história.

O senador Romero Jucá, por exemplo.

Ele acaba de brecar o texto substitutivo que havia sido aprovado na Comissão de Constituição e Justiça do Senado (CCJ), que tornaria inelegíveis os candidatos condenados em primeira ou única instância.

Sua alegação: os termos da proposta equiparam-se a "um linchamento individual".

O que, entretanto, Romero Jucá não divulga, são os inquéritos aos quais ele próprio está respondendo:

STF Inquérito Nº 2663/2007 - Captação ilícita de votos e corrupção eleitoral.

STF Inquérito Nº2116/2004 - Desvio de verbas públicas praticado por prefeito.

TSE Recurso Ordinário Nº1410/2007 - Ação de investigação judicial por abuso de poder político - compra de votos.

Agora, cá entre nós: como acreditar, confiar, votar, ou apoiar, compactuar e concordar com um político como esse?

Será que suas decisões não se chamam “direção perigosa”?

Nenhum comentário:

Postar um comentário