9.7.08

Mais 42 anos! O planeta Terra agüentará?

Reunidos, os países que formam o G8 (EUA, Japão, Reino Unido, França, Alemanha, Itália e Canadá, mais a convidada Rússia), "decidiram”, como se fossem os donos do mundo, que terão mais 42 anos para reduzir suas emissões de poluentes em 50%.

Desilusão geral. Menos para os países ditos ricos, é claro.

O resto do mundo não teve vez para votar. Ásia, África, América do Sul, América Central, Oriente Médio, regiões que reúnem os países e povos mais preocupados e ameaçados pela poluição causada pelos países ricos, não puderam fazer valer os seus direitos. E, pior: receberam ordens de como se comportar e agir.

Como o caso do Brasil. Fomos “intimados” a preservar, a qualquer custo, a nossa Amazônia, além de plantarmos menos cana de açúcar e mais alimentos. E que os pecuaristas não invadam as áreas de preservação.

Eu sou bastante pessimista a respeito: penso que a tal redução de 50% até o ano 2050 não será respeitada, pois isso não interessa economicamente aos países ricos. Eles só empurraram o problema com suas barrigas e estão ganhando tempo para um problema que já deveria estar sendo atacado de frente há muito tempo. E creio que nosso planeta sofrerá uma deterioração climática muito mais rápida do que prevêem os especialistas.

O planeta Terra não agüentará esse status quo até 2050. Pena que os dirigentes que votaram essa decisão não deverão, por suas idades, estar ainda entre nós, para sentir algum resquício de arrependimento tardio.

Foto de Kassandra Projects

Nenhum comentário:

Postar um comentário