9.3.08

Segunda Juventude

Terceira Idade, Melhor Idade, Idade de Ouro... que nada!

Nós, que já passamos dos sessenta, setenta, oitenta anos, estamos vivendo intensamente nossa Segunda Juventude.

Exatamente como os adolescentes, que curtem a Primeira Juventude e aos quais tudo é perdoado (coitadinho, ele é tão jovem, não sabe o que faz), tudo é permitido (ele ainda é jovem, não aprendeu ainda, são as loucuras típicas da idade), nada é ofensivo (ele não fez por mal, não sabe das coisas), nós, da Segunda Juventude, podemos tudo.

Podemos falar bobagens (tadinho, ele já é um velho), podemos praticar toda a sorte de tolices (deixe pra lá, ele não sabe o que faz), podemos cometer as maiores loucuras (oras, não ligue, ele já está totalmente gagá), podemos, enfim, curtir a vida tanto ou mais do que na Primeira Juventude.

Segunda Juventude, eu vos concito: falemos bobagens, pratiquemos loucuras, desafiemos a lógica e a razão. Vamos viver intensamente, participar do mundo, quebrar nossas barreiras, discordar de Freud, Jung e Piaget, criticar o governo, avacalhar com as falsas verdades e até jurar que o mundo é quadrado e que o Sol é que tem a obrigação diária de girar em torno da terra. Estamos antecipadamente perdoados.

Ooopppsss! Dá licença, estão me chamando, hora de tomar remédio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário