25.2.08

Caminhando cedo em volta do Lago Igapó

Os dois provectos senhores passam conversando. Business, saúde ou mulheres? Eu aposto na segunda hipótese.

Mulheres caminhando em grupo. Como falam... Sempre entra a palavra “ele” na frase. Mulheres não falam sobre mulheres, a não ser que sejam suas rivais.

As gordinhas também caminham. Noto que diariamente são caras novas, elas dificilmente persistem. Invariavelmente após suas passagens, resta no ar um doce olor de perfume.

Jovens garotas correm em grupo. Riem, se divertem. Todas, invariavelmente, de leggings e blusas pretas. A moda é mais importante do que a saúde.

Cruzo com uma beldade loira, longas pernas, shortinho preto curto. O que quer que tenha procurado ao redor do lago, ela achou. Fosse apenas condicionamento físico, topar com pessoas, se exibir, ou principalmente, encontrar seu par. A beleza abre todas as portas.

Senhoras nem tão jovens caminham alegres, sorridentes, em grupelhos ou sozinhas. É a nova realidade da 3ª Idade. (Até rimou!).

Passam os aficionados. Dia após dia, chuva, sol, frio ou calor, infalivelmente, correm e suam a camisa para manterem a forma física. Eu os invejo.

A moda, sempre a moda: mulheres caminhando ou correndo com o mp3 player conectado e um saiote cobrindo os bumbuns – vestidas de preto, obviamente.

Lá vem a nipônica. Linda, um tipo diferente, formas perfeitas. Cruzo com ela há meses. Cara séria, nem um sorriso, nem um “bom-dia”. Que pena. Será que um dia chegarei a ver alegria em seu rosto ?

Nenhum comentário:

Postar um comentário