18.10.07

Renan se foi. E agora?

Eu deveria estar exultante.
Afinal, vim publicando sistematicamente neste blog matérias e fotos satíricas do Renan Calheiros, demonstrando minha indignação pelas falcatruas, bandalheiras e mentiras que esse alagoano, um político de carreira, veio aprontando na condição de Presidente do Congresso Nacional.
Uma vergonha.
O carreirista finalmente largou a presidência, embora muito a contragosto.
Em vez de me sentir exultante, estou triste e preocupado. Triste, por constatar que o Congresso Nacional continua abrigando tantos políticos envolvidos em problemas similares aos do seu ex-presidente, muitos deles indiciados em CPIs, com acusações e até processos na Receita Federal e na Polícia Federal, além de crimes eleitorais.
Continuo preocupado, pois um dos nomes aventados para assumir a presidência do Senado não é outro senão o do maranhense José Sarney, escorraçado do seu estado natal, senador eleito por Amapá, responsável pelo cerceamento da liberdade de expressão de jornais e blogs nordestinos que denunciaram suas irregularidades e o maior responsável pelo atraso do Maranhão – o segundo pior estado brasileiro em índices de desenvolvimento.
É uma pena. Falta muito para que o brasileiro possa se orgulhar do nosso Congresso.

E, principalmente, falta muito para que o brasileiro possa orgulhar-se novamente de um presidente do Congresso Nacional.
Da estirpe de Ulysses Guimarães, por exemplo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário