20.7.07

Van Gogh X Talentos da Maturidade






Quem presta atenção no último comercial do Banco Real, vai imaginar que o pessoal da criação não se entende com o pessoal do concurso Talentos da Maturidade.
Pois não é que no curta, o jovem barbudinho que querem dar a entender seja um executivo bem sucedido, “cliente Van Gogh” do banco, está caminhando muito bem acompanhado até sua mesa no restaurante, dialogando sarcasticamente com um locutor em off, para afirmar no final, sob sua óptica arrogante, que ele (o locutor) e sua voz já estariam fora de moda e ultrapassados. O locutor, sexagenário, aparece no palco, de cabeça baixa, exclamando “magoou!”.
O mesmo Banco Real que valoriza anualmente os velhinhos da terceira idade, dando-lhes prêmios e a oportunidade de mostrarem seus talentos nas artes visuais, literatu
ra, música e contadores de histórias, insinua no comercial que essa mesma terceira idade já era, está fora de moda e que o bom mesmo é a jovem “sabedoria” do sistema “Van Gogh Banking”.
Esse é o típico comercial preparado por gente que jogaria anonimamente os pais velhinhos por sobre os muros de um asilo, encobertos pela escuridão da noite, tudo para não atrapalhar sua carreira. E que jamais retornariam ao asilo para visitá-los.
O Banco Real pensa isso mesmo?

Um comentário:

  1. Muito bom.
    Amei o comentário e qdo. fui ver o dono desse blogé publcitário tb. Parabens deviaexistir mais blogs assim. Virei fã Voltarei

    ResponderExcluir