29.6.07

Senado: olha só quanta gente boa!

1 –Renan Calheiros envolvido em acusações

O senador e presidente do Congresso Nacional, Renan é acusado de receber dinheiro do lobista Cláudio Gontijo, da construtora Mendes Júnior, para pagar pensão e aluguel da jornalista Mônica Veloso, com quem o presidente do Senado tem uma filha. As provas que deveriam inocenta-lo, o inculpam cada dia mais. Ao invés de afastar-se da presidência, como seria eticamente de se supor, o senador agarra-se com unhas e dentes ao poder e cria uma tropa de choque para montar um Conselho de Ética apenas de aliados, que estão fazendo de tudo para inocentá-lo, de preferência sem julgamento.

2 - Senador Quintanilha responde a inquérito no STF


Eleito novo presidente do Conselho de Ética no Senado, Leomar Quintanilha (PMDB-TO), da tropa de choque do Renan, não poderia ser sequer membro do Conselho: ele responde a inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF), após ter sido indiciado pela Polícia Federal (PF) em um processo de 2002 que investiga desvio de dinheiro público e é investigado pelo Ministério Público (MP) por sonegação fiscal.

3 - Joaquim Roriz novamente acusado

Desviando o foco das atenções do triste episódio de Renan e seus comparsas, o senador Joaquim Roriz está sendo acusado de ter participado de uma negociação para partilha de dinheiro com Tarcísio Franklin de Moura, ex-presidente do BRB (Banco de Brasília). Ele negou as denúncias, discursou para uns poucos ouvintes e encenou sua choradeira, além de apelar à sua religiosidade. Negou os fatos, como fazem todos os indiciados, sejam deputados ou senadores.

Somente o PSOL (justo o PSOL!!!), com o apoio do Gabeira (PV), está se mobilizando, demonstrando publicamente seu protesto. Vamos torcer para que a Corregedoria do Senado (leia-se Romeu Tuma) aja de fato e com rigor, para tirar de cena estes pilantras, digo, estes senadores, que tão maus exemplos vêm proporcionando aos seus próprios filhos, às suas famílias e à população do país.

Nenhum comentário:

Postar um comentário