14.11.06

Um militante do PC do B assumiu a presidência da República. Orgulhe-se! Orgulhe-se??????

Julio Ernesto Bahr

Aldo Rebelo, também chamado de “o albanês”, assumiu a presidência do Brasil por um dia. Ainda bem que foi só por um dia!
Segundo ele, a democracia em nosso país amadureceu.
Parece que quem não amadureceu foi ele.
Pois conheço muita gente que também pertenceu ao PC do B. Isso em épocas passadas, nos tempos da ditadura. Eram jovens, impetuosos, grande parte deles estudantes e ávidos por mudarem os rumos do Brasil.
Todos eles amadureceram, acordaram daqueles sonhos juvenis e se deram conta de que o regime pelo qual lutaram não servia aos propósitos da maioria.
Menos o Aldo Rebelo.
Só quem se faz de cego, surdo e mudo não quer aceitar os fatos: a União Soviética, o “modelo de qualidade” tão louvado pela turma do PC do B, soçobrou, não restou pedra sobre pedra. Lá não existe mais União e muito menos regime comunista.
Os países do ex-bloco hoje se espelham nos países ocidentais para tentar consertar os estragos deixados por gente como o Aldo Rebelo.
A Alemanha Ocidental gastou fortunas para integrar os pobres compatriotas orientais, tão pisoteados e massacrados pelo regime do Aldo Rebelo.
Também os “companheiros” cubanos do Aldo Rebelo não vêem a hora da retirada do Fidel, após tantas décadas de miséria, fome, mortes e perseguições. Querem corrigir logo os desmandos do regime defendido pelo nosso presidente por um dia.
O PC do B do Aldo Rebelo está tão em baixa que nem obteve o número mínimo de votos nesta eleição, para ao menos continuar como partido.
Ainda bem que o homem reconhece: a democracia brasileira mudou, pois até tolera uma figura como ele lá no Alvorada. Mas só por um dia!
O mundo todo mudou.
Agora está mais do que na hora do Aldo Rebelo mudar também. Para bem longe, se possível! Para a Bolívia ou Venezuela, por exemplo, dois “padrões de excelência” da América Latina.

Nenhum comentário:

Postar um comentário