23.11.06

Pobres aposentados. Feliz casta dirigente!

1 - O Congresso aprovou o “super-aumento” de 5,01% para os aposentados que ganham mais de um salário mínimo, referente ao período 2005/2006. Para compensar as perdas, o valor que corrigiria as diferenças dos últimos anos e que serviu inclusive de plataforma política para alguns candidatos, foi calculado em mais de 16%. Deram apenas 5,01%. Por falar em candidatos, onde estão escondidos o tal Paulinho da Força e os outros demagogos que se utilizaram desta plataforma para ganhar votos?

2 - O próximo aumento do salário mínimo que o governo havia prometido passar dos atuais R$350,00 para R$420,00, só deverá mesmo ser reajustado para R$367,00. Segundo o “diretor financeiro” do Brasil, Guido Mantega, não há verbas para aumentos maiores.

É claro que não há verbas. Veja só para onde elas vão:

- No Judiciário, os conselheiros do CNJ e do CNMP (você conhece estes órgãos?) vão passar a receber jetons (os pagamentos por sessão) de R$2.784,00. São sempre duas sessões por mês. E mais: são ganhos retroativos a junho de 2005. Então seus salários que eram de R$23.275,00 passarão para R$28.861,00. E como eles têm os retroativos a receber, só neste mês embolsarão mais de R$100.000,00 cada um.

- A Câmara dos deputados apresentou uma proposta para aumentar seus próprios salários de R$12.847,00 para R$24,500,00 (mais de 90% de aumento). Além de outras novas mordomias.

- Os promotores e procuradores da justiça passaram seus proventos de R$22,1 mil para R$24,5 mil.

Sobrou outra vez para os pobres aposentados. Que estrebuchem em paz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário